REVISTA TAE - Estudos de atualização do Plano de Bacias apontam cenários futuros de redução da disponibilidade hídrica nas Bacias PCJ

Esta notícia já foi visualizada 240 vezes.

Estudos de atualização do Plano de Bacias apontam cenários futuros de redução da disponibilidade hídrica nas Bacias PCJ

Data:11/10/2017- Fonte:Consórcio PCJ

por Consórcio PCJ

Consórcio PCJ defendeu a viabilização dos reservatórios de Amparo, Pedreira e do Piraí como alternativa

Aconteceu na última quinta-feira, dia 05, na Unesp de Rio Claro, a primeira Consulta Pública sobre cenários futuros para revisão do Plano das Bacias PCJ, no qual apontou que a demanda por água na região deverá passar das projeções atuais de 39,40 m³/s para 63 m³/s em 2035. Como não há perspectiva de aumento de novas fontes de abastecimento esse cenário se configura de redução da disponibilidade hídrica para as Bacias PCJ.

Dentro dessa perspectiva, os técnicos que estão realizando os estudos da revisão do Plano das Bacias PCJ apontaram ainda que a situação mais crítica se dará na sub-bacia do Rio Jundiaí.

Representando o Consórcio PCJ, compareceu à reunião o assessor técnico da entidade, Eng. Flávio Forti Stenico, que destacou diante desse cenário futuro, a importância da construção dos reservatórios em Amparo e Pedreira e defendeu que sejam efetuados esforços para a viabilização do reservatório do Ribeirão Piraí, em Salto. Todos os três reservatórios constam no Plano de Bacias PCJ e são essenciais para o futuro da região.

As barragens de Amparo, Pedreira e do Piraí fazem parte do planejamento do Consórcio PCJ desde 1992, quando em parceria com o DAEE e os municípios associados naquela época elaboraram o Plano diretor de Captação e Produção de Água das Bacias dos Rios Piracicaba e Capivari, que citava a importância de construção desses reservatórios, entre outros para a garantia hídrica das Bacias PCJ.

O reservatório do Ribeirão Piraí é de extrema importância para a região de Salto e Indaiatuba, além de atender ao crescimento da demanda de água por conta da perspectiva de aumento das operações do Aeroporto Internacional de Viracopos e crescimento populacional da Região Metropolitana de Campinas, estimado em 5%.

O assessor técnico do Consórcio PCJ indagou “se na atualização do Plano de Bacias será dado igual enfoque à importância do reservatório do Piraí assim como está sendo feito com os de Amparo e Pedreira, haja vista que o reservatório do Piraí também já possui o projeto executivo com o barramento, escada de peixes e diques, e boa parte das desapropriações concluídas. Atualmente estão aguardando a autorização da CETESB para a Licença de Instalação”, disse Stenico.

Em virtude da solicitação do Consórcio PCJ, os técnicos da empresa responsável pela revisão do Plano de Bacias atentaram que na fase 2 dos estudos, prevista para ocorrer em 2018, será inserida as discussões sobre o Reservatório do Piraí dentro do tema “Garantias para o Suprimento Hídrico”.

O encontro em Rio Claro, faz parte da programação da Agência das Bacias PCJ e dos Comitês PCJ em promover consultas públicas para discutir cenários futuros para revisão do Plano das Bacias Hidrográficas dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí 2010 a 2020. No dia seis de outubro também aconteceu o mesmo encontro em Bragança Paulista.

A escolha de duas cidades para sediar as consultas públicas foi para facilitar a participação dos diversos segmentos da sociedade nessa importante discussão. Os dois eventos são para discutir questões referentes ao capítulo de prognóstico, que é constituído por estudos com cenários futuros para os recursos hídricos da região.

Os estudos e diálogos para a revisão do Plano de Bacias já vêm sendo realizados pela Agência e Comitês PCJ desde 2015. No ano passado, através de licitação, foi contratado o consórcio Profill-Rhama, de Porto Alegre (RS), para a execução técnica do trabalho.

O Plano de Bacias é um instrumento de gestão de recursos hídricos que identifica a “agenda” de programas e projetos necessários à recuperação e conservação dos recursos hídricos da bacia hidrográfica. O plano vigente para as Bacias PCJ foi elaborado em 2010 e precisa ser atualizado.  O acesso ao relatório de embasamento e demais documentos técnicos pode ser feito por este link do Google Drive: https://goo.gl/zsWjFu

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade