REVISTA TAE - Mercado de filtros residenciais sempre em renovação e expansão

Esta notícia já foi visualizada 34071 vezes.

Mercado de filtros residenciais sempre em renovação e expansão

Data:08/01/2015- Fonte:Revista Meio Filtrante

por Cristiane Rubim

 

Todo um mix de fatores influência e impacta diretamente no crescimento do mercado de filtros residenciais no país. Entre eles, as tendências do setor, o design dos produtos, a variedade e diferenciais de modelos e tecnologias, os atributos técnicos, os custos menores devido à acirrada concorrência, a preocupação das pessoas com a saúde, o aumento do poder aquisitivo do brasileiro, a escassez, a má qualidade e a melhor qualidade da água. Na verdade, o que está acontecendo é que a crise da água está provocando e exigindo novas atitudes dos consumidores, que se veem hoje diante de um grande desafio. Por outro lado, iniciativas em prol do meio ambiente podem ser o caminho para novas oportunidades de mercado para os filtros residenciais, que, segundo os especialistas, vai bem e segue em expansão nos próximos anos. 
Na opinião de Antônio Carlos Camargo, sócio diretor do Grupo Europa, a grande variedade de modelos disponíveis no mercado influencia na decisão do consumidor, que, muitas vezes, opta pelo design, pela cor ou segue uma tendência e acaba desconsiderando os atributos técnicos do produto. “Já existem muitos consumidores que buscam qualidade e segurança no tratamento da água (físico/químico/bacteriológico).
Neste aspecto, o Grupo Europa tem se empenhado em atender aos desejos dos consumidores mais exigentes em todos os segmentos do mercado, tanto em design quanto nos aspectos técnicos”, assegura.

 


Segundo Juliano F. Frizzo, gestor de marketing da Filtros Planeta Água, os alicerces deste crescimento são a falta de água e a qualidade da água. “O design dos produtos e a baixa nos custos promovidos pela crescente concorrência também elevam sua visualização no mercado, fazendo com que o consumidor busque maior qualidade de vida e compre”, explica. De acordo com ele, a tendência é de aumento do investimento em design, redução de custos e cada vez mais necessidade de pontuar, em cada marca, os diferenciais de valor que seus produtos agregam.
Para Anderson Alves Oliveira, gerente de marketing de produtos da Pentair Aquatic Systems, dois fatores estimulam este crescimento: o poder aquisitivo das famílias brasileiras e o maior conhecimento sobre os problemas e riscos da água de má qualidade. “Segundo o IBGE, cerca de 53% das residências possuem filtros, e este número cresce ano a ano, principalmente em regiões litorâneas onde o problema da qualidade é mais bem percebido”, aponta. Além destas questões, ele diz que novos modelos e tipos de filtros acabam chamando mais a atenção do consumidor.
“A preocupação das pessoas com a saúde e a qualidade da água e o aumento da renda são fatores que vêm impulsionando este mercado”, afirma Cauê Nascimento, diretor do negócio água da Whirlpool Latin America, hoje com as marcas Brastemp e Consul.

Regiões do Brasil

Cada região do país tem seu perfil de consumo de filtros residenciais e de crescimento do mercado. “Há um crescimento acentuado na Região Sudeste devido aos problemas com qualidade e falta de água vividos atualmente. Mas pode-se dizer que, de modo geral, o consumo de filtros e purificadores cresce muito em todo o Brasil”, afirma Frizzo. Já Oliveira se refere às regiões litorâneas, onde a água encanada tem cheiro e gosto ruins, perceptíveis pelos consumidores. “Por esse motivo, os clientes se preocupam mais com a qualidade da água e acabam instalando filtros em suas residências. Na maior parte destas regiões também faz muito calor, o que, consequentemente, aumenta o consumo de água”, salienta.
Nascimento cita a última pesquisa do IBGE (2013), que mostrou estabilidade na penetração das categorias de solução de água. “Apesar deste quadro, o mercado de purificadores cresce alavancado pela troca por soluções com melhor especificação e pelo lançamento de novos produtos”, explica. Segundo ele, conforme PNAD 2012 e PNAD 2013 em Base Importação Receita Federal, as regiões do país que possuem maior penetração são as Sudeste e Centro-Oeste, onde, portanto, se concentra o maior volume de vendas da categoria. “Por fatores macroeconômicos e de escolaridade positivos, há muito espaço para crescimento também na Região Sul do país, que tem apenas 21% de penetração, enquanto a média do Brasil é de 53%; e no Nordeste, especialmente para soluções de água gelada”, aponta.
“Atualmente, o consumo é ativo em todas as regiões do país, com destaque na Região Sudeste, devido à concentração da população com poder aquisitivo mais alto”, diz Camargo. O Grupo Europa, acompanhando o crescimento do mercado, atualmente está expandindo suas atividades comerciais em todo o território nacional.
A Classe C é um público conscientizado sobre a questão da água, por isso, vem se tornando maior. ”Apesar do PIB brasileiro não estar crescendo como o esperado, a classe C, maior mercado consumidor, não deixou de aumentar. Este é o público que mais investe em qualidade de vida, ou seja, na água de qualidade”, afirma Anderson Alves Oliveira. A Pentair Aquatic Systems espera atender futuramente a demandas por filtração mais sofisticada para o consumidor residencial. Por exemplo: sistemas compactos de abrandamento, que retiram dureza da água, causadora de entupimento de tubulações, ferrugem, etc., e sistemas de filtração por membranas, que chegam a eliminar alguns tipos de bactérias.



Mercado hoje e nos próximos anos
“O mercado está bom, tanto que a Planeta Água, que já possui 12 anos, cresceu, nos últimos três anos, de 50% a 60%. A perspectiva para os próximos anos é de que esta projeção ainda aumente baseada nos investimentos aplicados, visando à tendência de crescimento do setor”, comemora Frizzo. Segundo ele, o que sustenta esta tendência é o aumento da população e da qualidade e da escassez da água no Brasil e em outras partes do mundo.
“A tendência é de crescimento sempre superior ao PIB brasileiro. Isso porque as pessoas estão cada vez mais informadas sobre os problemas e riscos que a água de má qualidade traz à saúde e o problema que as garrafas plásticas causam ao meio ambiente”, afirma Oliveira. Além disso, segundo ele, cada vez mais existem novas opções de produtos com melhores designs e preços, o que atrai mais consumidores e também mais investidores. “Hoje podemos afirmar que quem ainda não tem um filtro na sua casa ao menos já pensa em ter um e certamente irá adquirir em breve”, estima Oliveira.
Ao mesmo tempo que ainda faltam muitas pessoas comprarem filtros residenciais, os que já têm buscam modelos diferenciados. “Os filtros residenciais são uma categoria que houve ainda pouca penetração, a maior parte dos consumidores está na primeira compra, o que influencia que o perfil de produtos adquiridos ainda seja bem simples e concentrado no segmento não refrigerado”, explica Nascimento. Por outro lado, paralelo a isso, o segmento que apresenta maior crescimento é de purificadores de água refrigerados. “O que demonstra que o consumidor começa a amadurecer mais dentro da categoria e a procurar produtos que ofereçam diferenciais”, compara.
“Enxergamos um mercado em franca expansão devido à conscientização e preocupação dos consumidores com a saúde e a sustentabilidade”, afirma Camargo. Segundo ele, isso faz com que a tendência para os próximos anos seja de contínuo crescimento.


Mudança de percepção do consumidor
O perfil do consumidor não mudou. O que mudou foi a consciência devido à percepção das pessoas sobre a água de má qualidade. “Os tipos de consumidores que buscam filtros e purificadores de água residenciais, no momento, continuam sendo aqueles de antigamente, que não gostavam da água que estavam consumindo. O que mudou, de fato, é a quantidade de pessoas que percebem a qualidade da água que chega até suas residências. O que antes era perceptível pelos mais sensíveis a gostos e odores, com a crise de água, se vê a olho nu”, assinala Frizzo.
Fato comprovado pela Whirlpool, que percebeu um aumento na preocupação do consumidor em relação à qualidade da água consumida do Volume Morto nas respostas qualitativas de recente pesquisa de mercado realizada pela empresa.
Por esse motivo, é possível entender melhor a função dos filtros residenciais dentro do contexto de escassez de água vivido hoje em dia. “Os filtros residenciais são capazes de impedir a passagem da ferrugem e do barro que chegam às casas devido às tubulações antigas e da captação de água nos limites mínimos de armazenagem. Além disso, os purificadores de água reduzem as impurezas, como o cloro presente após o tratamento da água, usado em cada vez maior quantidade para tratar a água captada”, explica o gestor de marketing da Filtros Planeta Água.
A consciência sobre os danos causados ao meio ambiente também cresce. “O consumo da água mineral no Brasil é muito grande devido à facilidade de encontrar excelentes fontes desta água. Porém, a logística para levá-la até o consumidor está se tornando um problema cada vez maior. Garrafas plásticas levam mais de 400 anos para se decompor e o processo de reciclagem de plásticos ainda é deficiente e caro.
As pessoas estão cada vez mais conscientes destes impactos ambientais e dos problemas futuros”, aponta Oliveira. A crise da água fez também com que muitas pessoas procurassem a perfuração de poços. “O importante é que sempre seja feita uma análise da qualidade desta água e também a avaliação da necessidade de instalação de filtros que removam impurezas presentes nela”, recomenda.
Esta consciência em prol do meio ambiente tem trazido novos perfis de consumidores que perceberam a necessidade de preservar a natureza.
“A crise no sistema hídrico faz com que os consumidores procurem purificadores com segurança e garantia no tratamento físico, químico e, principalmente, bacteriológico para o consumo de água, seja para beber ou para preparar alimentos”, ressalta Antônio Carlos Camargo. 



Água de qualidade gratuita para o cliente
Uma tendência comum na Europa e pouco divulgada no Brasil sobre novos consumidores, como hotéis, pousadas e restaurantes, que utilizam dos sistemas residenciais para fornecer água de qualidade e gratuita a seus clientes. De acordo com Juliano F. Frizzo, existe muito preconceito quanto aos custos relativos ao investimento de inserir filtros e purificadores em cada cômodo. “Em relação a hotéis e pousadas, tem acontecido, mas ainda não é uma ideia muito aceita pelos hotéis nacionais. Então, as instalações são feitas apenas em ambientes de recepção. Acreditamos que, em breve, estes hotéis e pousadas perceberão que fornecer água filtrada gratuita aos clientes é um diferencial para continuarem crescendo no setor”, prevê. Segundo ele, os restaurantes já investem muito em filtros e purificadores, mas não para fornecer aos clientes. “Os restaurantes têm utilizado nossos produtos para a água consumida em suas cozinhas, para lavar e preparar alimentos e bebidas”, revela.
Devido aos problemas com excesso de sais minerais e descarte das garrafas plásticas no meio ambiente, já existem alguns movimentos para que, em restaurantes, seja evitado o uso da água mineral e, no lugar, oferecida a água purificada. “Acredito que isso se intensificará quando houver uma lei com incentivos fiscais para que este sistema seja instalado nos estabelecimentos comerciais”, calcula Oliveira.
Segundo Antônio Carlos Camargo, este tipo de ação ainda é embrionário no país. “O objetivo é proteger o meio ambiente, evitando, assim, o impacto do descarte de embalagens não biodegradáveis na natureza. É responsabilidade dos fabricantes de purificadores de água garantir o investimento na conscientização desta questão para este segmento de mercado”, alerta.



Impactos das embalagens PET
Diretos – Todo o ciclo de vida desde a extração do petróleo, fabricação da preforma, produção da garrafa, lavagem até o envase. São considerados em todo esse processo o consumo de recursos naturais e outras matérias primas, de água e energia, emissões atmosféricas e geração de efluentes líquidos e de resíduos sólidos. Além dos impactos da reciclagem, porque uma garrafa PET gera cerca de 8 vezes o seu próprio peso em resíduos, medidos pelas emissões atmosféricas, efluentes líquidos e resíduos sólidos.
Indiretos – Causados pelo transporte da garrafa de água, desde o envase até o consumo, com emissões atmosféricas, como o CO2 (dióxido de carbono), responsável pelo efeito estufa.
Pós-Consumo – Nas garrafas descartadas em aterros sanitários, há impactos na coleta e transporte do lixo, principalmente CO2. Os problemas se agravam com as garrafas descartadas diretamente na natureza. Geralmente, vão parar nos rios, piorando a poluição da água e o problema das enchentes. As garrafas PET liberam seus compostos, contaminando lençóis freáticos e o meio ambiente. Como o plástico demora mais de 100 anos para se decompor, pode causar a perda de biodiversidade. Animais morrem porque podem consumir fragmentos de plástico e confundi-los com comida. Nos oceanos, estudos indicam que boa parte das águas já está contaminada.
Fonte: www.aguanajarra.com.br


Freio às garrafas plásticas e PET no meio ambiente
Criada pela ONG Igtiba, a Iniciativa Água na Jarra, fundada pela economista Letycia Janot e a administradora Maria Fernanda Franco, propõe a valorização e o consumo da água tratada e filtrada em jarras em substituição à água em garrafa. A ideia delas, ambas dedicadas à gestão sustentável, é de restaurantes, empresas, hotéis, eventos e consumidores aderirem à Iniciativa. O objetivo é brecar a enorme geração de resíduos poluentes ao meio ambiente e contribuir com um estilo de vida mais sustentável. Para isso, dispõem de um contador no site, alimentado mensalmente pelas empresas e restaurantes participantes, para medir a quantidade de garrafas “economizadas” através da Iniciativa. Além disso, a Iniciativa quer despertar na sociedade a consciência dos impactos do seu estilo de vida e promover mudanças culturais e nos hábitos de consumo da água. A base do trabalho é que a água tratada e filtrada é de excelente qualidade e consumida no dia a dia para a preparação da comida, cafés, sucos, gelo, etc.

Diferenciais do filtro jarra
As empresas fabricantes de filtros estão apostando forte em filtro com jarra e lançando diversos modelos no mercado. É também uma nova tendência que se abre porque devido à crise da água e à poluição generalizada provocada pelas garrafas PET no meio ambiente nada mais sofisticado como ter à mesa uma jarra que filtra a água em um design bonito que agrada ao paladar e aos olhos ao mesmo tempo e inclusive pode ser levada à geladeira. É um passo a frente na iniciativa a jarra de água, que pode dar um impulso à sua proposta e objetivos de proteger o meio ambiente e provocar nova cultura no consumo da água com consciência, provocando a abertura de um novo nicho no segmento. Ainda é uma tendência pouco divulgada no Brasil entre hotéis, pousadas e restaurantes como vimos acima, mas pode se tornar um boom no mercado.
Se formos comparar o preço de uma jarra normal com bonito design ao preço dos Filtros Jarra, vamos constatar que vale a pena comprar a Jarra com o Filtro. Não há diferença de preço. Pelo contrário, existem jarras que custam mais caro que um Filtro Jarra. Claro pelo material e design em que são feitas são mais caras. Sim, existem também jarras simples que custam bem barato, R$ 8,90 ou R$ 12,90, por exemplo. Os Filtros Jarras tendem a evoluir cada vez mais e ganhar novos designs e tecnologias que, além de provocarem a vontade do consumidor em comprá-los pela praticidade e bem-estar, com certeza vão ajudar a diminuir o consumo de garrafas PET. 
“Caso do nosso purificador jarra, prático e com um belo design”, destaca Oliveira, da Pentair Aquatic Systems. Lançamento da empresa, o Filtro Jarra, certificado pelo Inmetro, é um purificador eficiente que elimina até 99,9% das bactérias presentes na água. Possui elemento filtrante com quatro etapas de filtração para até 375 litros de água. Comporta 1,5 litro e tem vazão de 6 litros/hora. Além de reter sujeiras, vírus e bactérias, reduz o cloro em mais de 75%. Dispõe também de um design clean e prático, que combina com cozinhas e escritórios, e pode ser levado à geladeira.


Contato das empresas:
Água na Jarra:
www.aguanajarra.com.br
Filtros Planeta Água: www.planetaagua.ind.br
Grupo Europa: www.europa.com.br
Pentair Aquatic Systems: www.pentair.com
Whirlpool: www.whirlpool.com.br

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade