REVISTA TAE - Biorremediação de hormônios sexuais sintéticos e naturais pelo fungo Pycnoporus sanguineus
Edição Nº 31 - junho/julho de 2016 - Ano VI
Esta notícia já foi visualizada 5227 vezes.


Biorremediação de hormônios sexuais sintéticos e naturais pelo fungo Pycnoporus sanguineus



por Mayara Mariuci Fernandes

A utilização cada vez mais constante de pílulas anticoncepcionais resulta em uma maior preocupação em relação aos problemas causados pelos desrreguladores endócrinos – DE - uma vez que concentrações muito baixas de 17α-etinilestradiol têm provocado efeitos alarmantes como diminuição da fertilidade, disfunção do sistema hormonal, deformidades de nascimento, anormalidades metabólicas e feminilização de aves, peixes, répteis e mamíferos aquáticos (FERREIRA, 2008; SANTAMARTA, 2001). A meia-vida de eliminação varia de 13 a 27 horas, sendo excretado por urina e fezes (MARTINDALE, 2007).
A necessidade de eliminar concentrações de hormônios sexuais sintéticos e naturais, dos efluente ...



CONTEÚDO RESTRITO A ASSINANTES


Para continuar a ler o texto na íntegra
é necessário ser assinante do portal


Já sou cadastrado


Assine o portal TAE

Tenha acesso exclusivo a todo conteúdo do site gratuitamente

Publicidade