REVISTA TAE - Demanda por reaproveitamento de águas cinzas cresce nos últimos dois anos
Edição Nº 43 - junho/julho de 2018 - Ano VIII
Esta notícia já foi visualizada 6541 vezes.


Demanda por reaproveitamento de águas cinzas cresce nos últimos dois anos



por Cristiane Rubim

Hoje construções civis prediais e unifamiliares, empreendimentos comerciais e residenciais, shopping centers, metalúrgicas e siderúrgicas, entre outros, fazem reaproveitamento de águas cinzas. O mercado de construção civil, principalmente o corporativo, mostra um grande potencial a ser explorado. E as empresas têm interesse também sim. Ainda não há legislação adequada para o assunto e faltam incentivos fiscais que promovam a instalação de sistemas compactos de tratamento em empreendimentos.
“Mas para toda e qualquer implementação de novas tecnologias ainda há uma certa dificuldade de conscientização. Mesmo assim, nos últimos dois anos, observamos um aumento expressivo de demanda” ...



CONTEÚDO RESTRITO A ASSINANTES


Para continuar a ler o texto na íntegra
é necessário ser assinante do portal


Já sou cadastrado


Assine o portal TAE

Tenha acesso exclusivo a todo conteúdo do site gratuitamente

Publicidade