REVISTA TAE - Ozônio elimina novos contaminantes que cloro não acompanha mais, inclusive nas residências, dispensando uso de filtros
Edição Nº 44 - agosto/setembro de 2018 - Ano VIII
Esta notícia já foi visualizada 922 vezes.


Ozônio elimina novos contaminantes que cloro não acompanha mais, inclusive nas residências, dispensando uso de filtros



por Cristiane Rubim

A desinfecção com cloro é uma prática corriqueira e tradicional no tratamento de água e efluentes, por ser um método simples e de fácil utilização com o objetivo de preservar a saúde da população. “Apesar da cloração ser eficiente, ela pode formar subprodutos tóxicos e carcinogênicos, os quais estão nas constantes preocupações dos sanitaristas” – afirma Mario Ramacciotti, managing director da Xylem Brasil. Por esse motivo, são trabalhadas alternativas no tratamento de águas e efluentes para substituir a cloração (ver aplicações do ozônio na figura ao lado). “Por suas vantagens, métodos que usam ozônio e ultravioleta (UV) ganham espaço. Isso porque realizar a desinfecção com menor ou sem u ...



CONTEÚDO RESTRITO A ASSINANTES


Para continuar a ler o texto na íntegra
é necessário ser assinante do portal


Já sou cadastrado


Assine o portal TAE

Tenha acesso exclusivo a todo conteúdo do site gratuitamente

Publicidade