REVISTA TAE - Prêmio Hassan II para Água concederá até US$ 100 mil para pesquisa

Esta notícia já foi visualizada 213 vezes.

Prêmio Hassan II para Água concederá até US$ 100 mil para pesquisa

Data:21/11/2017- Fonte:Agência FAPESP

Agência FAPESP – O Grande Prêmio Mundial para a Água Hassan II concederá até US$ 100 mil para a melhor pesquisa ou trabalho científico com o tema “Trabalhar para mais solidariedade e inclusão a fim de garantir segurança hídrica e justiça climática”.

O prêmio foi criado em conjunto pelo reino de Marrocos e o Conselho Mundial da Água e presta homenagem à memória do rei Hassan II, do Marrocos. A competição tem como tema geral “Cooperação e solidariedade nos domínios da gestão e do desenvolvimento dos recursos de água” desde a sua criação.

Após Kyoto (Japão) em 2003, México em 2006, Istambul (Turquia) em 2009, Marselha (França) em 2012 e Daegu-Gyeongbuk (Coreia do Sul) em 2015, o prêmio será entregue pela sexta vez durante o 8º Fórum Mundial da Água, que ocorrerá em Brasília em 18 de março de 2018. Além do cheque, na cerimônia de entrega o pesquisador ou grupo vencedor receberá troféu e certificado.

O prêmio será atribuído a uma pessoa, grupo, instituição ou organização reconhecida pelo júri como tendo trabalhado de forma significativa em matéria de solidariedade e inclusão “com o fim de garantir segurança hídrica e justiça climática”. A contribuição tanto pode ser científica como econômica, técnica, ambiental, social, institucional, cultural ou política.

As candidaturas deverão ser feitas até 31 de dezembro de 2017. Os candidatos deverão ser indicados por duas pessoas e/ou organizações que atuam com recursos hídricos. Junto ao formulário, devem ser anexados duas cartas de recomendação redigidas e assinadas pelos apoiadores dos candidatos e um curriculum vitae com no máximo cinco páginas. Os projetos submetidos devem ser inéditos.


Competição mundial avaliará trabalhos científicos sobre solidariedade e inclusão com o fim de garantir segurança hídrica. Inscrições até 31 de dezembro (foto: Jenny Downing / Wikimedia)


+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade