REVISTA TAE - Desafios do Saneamento Ambiental: São Luís, no Maranhão, é a última capital brasileira a receber o debate

Esta notícia já foi visualizada 224 vezes.

Desafios do Saneamento Ambiental: São Luís, no Maranhão, é a última capital brasileira a receber o debate

Data:13/12/2017- Fonte:ABES

Sueli Melo

Depois de percorrer todo o país durante este ano de 2017, a ABES encerrou, nesta terça, 12 de dezembro, em São Luís, no Maranhão, o Ciclo de Debates “Desafios do Saneamento Ambiental no Brasil”. Para ver a retrospectiva dos encontros realizados, acesse aqui. O evento foi realizado no Auditório Maria Izabel Rodrigues, na UNDB – Unidade de Ensino Superior Dom Bosco.

Na oportunidade, o público – bastante participativo, segundo o presidente da ABES-MA, Jorge Ricardo Athayde Rocha -, assistiu à apresentação do presidente nacional da ABES, Roberval Tavares Roberval Tavares de Souza, do estudo da ABES “Situação do Saneamento Básico no Brasil – uma análise com base na PNAD 2015” sobre os serviços de abastecimento de água, esgotamento sanitário, coleta de lixo e filtro de água no Brasil, em um comparativo 2014/2015. Todas as informações têm como base a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), anualmente. O relatório completo com os dados por Grandes Regiões e Unidades da Federação está disponível aqui.

Jorge Atayde fez questão de agradecer a todos que participaram da realização do evento. “Agradeço a todos que contribuíram para que o evento fosse um sucesso e ao Roberval Tavares por ter escolhido o Maranhão para encerrar o Ciclo.  Agradeço à Diretoria, ao JPS e à Universidade Dom Bosco por ter cedido o auditório”.

O Ciclo de Debates resultou na Carta dos Sanitaristas do Brasil (leia aqui), documento que a ABES entregou às autoridades presentes no Congresso ABES Fenasan 2017, realizado em São Paulo de 2 a 6 de outubro.

Leia também (aqui) a carta que a ABES enviou a autoridades de todo o Brasil pedindo o apoio para que a Medida Provisória proposta pelo do Governo Federal para revisar o Marco Legal do Saneamento não seja implementada.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade