REVISTA TAE - Caern investe 38 milhões no abastecimento de Mossoró

Esta notícia já foi visualizada 187 vezes.

Caern investe 38 milhões no abastecimento de Mossoró

Data:13/12/2017- Fonte:ACS/CAERN

ACS/CAERN


Caern se reúne com a prefeitura de Mossoró nesta terça-feira (12)

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) e a Prefeitura Municipal de Mossoró definiram um cronograma de ações para o funcionamento de parte do sistema de esgotamento sanitário da cidade. Executada pela prefeitura, a obra será entregue à Caern para operação. A reunião ocorreu, na manhã de ontem (12), com a presença do diretor-presidente da Caern, Marcelo Toscano e a prefeita Rosalba Ciarlini. Durante o encontro foram tratados temas como os investimentos e ações que a Companhia desenvolve na cidade. Os investimento da Caern em Mossoró somam R$ 38 milhões.

A previsão é que até abril de 2018, os bairros Belo Horizonte, Alto do Xerém, Lagoa do Mato, Abolição 3 e Abolição 4 estejam sendo atendidos com a coleta e tratamento de esgotos. Além da parceria no esgotamento sanitário, a Caern está investindo no abastecimento de Mossoró. Este ano, o poço 28 que atende a área nas imediações do shopping entrou em operação e outro poço no bairro Itapetinga foi perfurado devendo entrar em operação até fevereiro de 2018 com investimento de R$ 3 milhões. 

Cinco novos poços estão previstos para serem perfurados em 2018 com investimento de R$ 15 milhões. As áreas para perfuração estão sendo estudadas pela geologia da empresa e devem contemplar áreas de expansão. Novos equipamentos para todos os poços de Mossoró estarão chegando até fevereiro. As bombas dos poços mossoroenses são específicas, levando em consideração que precisam atender poços de mil metros de profundidade e água com temperatura em torno de 50°C, no subsolo. Mossoró irá receber 24 novos equipamentos somando um investimento de R$ 2 milhões.

Na oportunidade, o diretor-presidente informou a prefeita Rosalba Ciarlini que na próxima semana inicia a obra da adutora emergencial para atender Mossoró caso a barragem Armando Ribeiro atinja o volume morto. Esta adutora com 11 quilômetros de extensão terá um investimento de R$ 5 milhões e entrará em operação se necessário atendendo 30% do abastecimento da cidade.

A respeito da adutora Santa Cruz-Mossoró, a obra teve que sofrer um destrato com a empresa que executava os serviços. De acordo com o diretor-presidente, o projeto também foi alterado haja visto a redução do volume de água na barragem Santa Cruz em Apodi. A equipe da Caern fez o estudo mostrando que a captação da adutora pode ser feita através de poços e o novo projeto contempla o uso do manancial subterrâneo para abastecimento de Mossoró. A contrapartida da Caern no financiamento desta obra é de R$ 13 milhões. Com as mudanças e vencidas as questões burocráticas, a cidade receberá água da adutora em 2019.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade