REVISTA TAE - Uso do vapor na indústria é variado e oferece diversos benefícios

Esta notícia já foi visualizada 257 vezes.

Uso do vapor na indústria é variado e oferece diversos benefícios

Data:13/12/2017- Fonte:www.noticias.dino.com.br

As principais funções do vapor no setor industrial são aquecimento/esterilização, propulsão/movimento, motriz, atomização, limpeza, hidratação e umidificação

Matéria em estado gasoso, esta é a definição mais simples e adequada para o vapor. O vapor, geralmente, surge quando o líquido é aquecido até o ponto de ebulição sob uma pressão constante, que faz com que ele se vaporize. O que poucos sabem é que o vapor é utilizado em uma vasta gama de setores da indústria. Aplicações comuns para vapor são, por exemplo, processos aquecidos a vapor em usinas, fábricas e turbinas movidos a vapor em usinas de energia elétrica, mas os usos de vapor na indústria vão muito além disso. As principais funções do vapor no setor industrial são aquecimento/esterilização, propulsão/movimento, motriz, atomização, limpeza, hidratação e umidificação. Para esclarecer mais sobre essa forma de uso do vapor, a AcFlex , fabricante de mangueiras especiais inclusive para vapor, definiu cada uma das formas de utilização do vapor utilizados na indústria.

Vapor de pressão positiva
Este tipo de vapor tem como função aquecer e umidificar equipamentos como trocadores de calor e evaporadores em plantas industriais e fábricas. Tipicamente gerado e distribuído a uma pressão positiva, este vapor pode ser encontrado em fábricas de processamento de alimentos, refinarias e usinas químicas.
Em muitos casos, o vapor é usado no estado saturado, conhecido como vapor saturado, pois a relação entre a pressão e a temperatura é fixa e é possível aquecer rapidamente através do calor. O vapor saturado é usado como fonte de aquecimento em trocadores de calor para fluídos de processo, refervedores, reatores, pré-aquecedores de ar de combustão e outros tipos de equipamento de troca de calor. Já o vapor superaquecido é utilizado na indústria de processamento de alimentos como fonte de calor para cozimento e secagem/desidratação.

Vapor a vácuo
O uso do vapor a temperaturas abaixo de 100 °C e à pressão atmosférica tem crescido rapidamente nos últimos anos. Quando se utiliza vapor saturado, a temperatura do vapor pode ser modificada rapidamente ao ajustar a pressão, fazendo com que seja possível atingir uma precisão no controle de temperatura. Entretanto, uma bomba de vácuo deve ser usada em conjunto com o equipamento, pois apenas a redução da pressão não fará com que reduza abaixo da pressão atmosférica. Este sistema oferece aquecimento rápido e uniforme, assim a temperatura alvo é rapidamente alcançada sem causar irregularidade na temperatura.

Vapor para movimento/acionamento
Este tipo de vapor é usado para propulsão em aplicações como turbinas de vapor. Um exemplo dessa utilidade do vapor é a locomotiva, porém essa função se torna cada vez menos utilizada mesmo com desenvolvimento e evolução de tecnologias que usam o vapor como força motriz. Em um esforço para melhorar a eficiência, é possível ver evolução do o uso do vapor a pressões e temperaturas cada vez mais altas.
A turbina a vapor é um equipamento que essencial para uma usina de energia termoelétrica. Mas além da geração de energia, existem outras aplicações típicas de propulsão/movimento como os compressores ou bombas movidas a turbina, por exemplo, compressores de gás, bombas da torre de resfriamento, etc.

Vapor como fluido motriz
O vapor pode também ser utilizado como uma força “motriz” direta para mover as correntes de líquido e gás na tubulação. Ejetores jatos para vapor são usados para puxar vácuo em equipamento de processo tais como torres de destilação para separar e purificar as correntes do vapor de processo. Eles são também utilizados para remoção contínua do ar a partir dos condensados superficiais, a fim de manter a pressão de vácuo desejada sobre a condensação (vácuo) das turbinas.

Vapor para atomização
Atomização do vapor é um procedimento onde este é utilizado para separar um fluido mecanicamente. Em alguns queimadores, o vapor é injetado para dentro do combustível de modo a maximizar a eficiência da combustão e minimizar a produção de fuligem. Caldeiras e geradores que utilizam óleo combustível usam este método para separar o óleo viscoso em gotículas menores e reduzir poluentes nos gases de escape.

Vapor para limpeza
O vapor é utilizado também para limpar diversas superfícies. Caldeiras que usam óleo ou carvão como fonte de combustível precisam de sopradores de fuligem para limpeza cíclica das paredes do forno e remoção dos depósitos queimados das superfícies de convecção para manter a capacidade, eficiência e confiabilidade da caldeira. O vapor é capaz de descolar as cinzas e escórias ressecadas, que caem para dentro do funil ou então são carregadas para fora com os gases queimados.

Vapor para hidratação
O vapor é usado às vezes para adicionar umidade aos processos industriais enquanto está fornecendo calor ao mesmo tempo. O vapor é utilizado para hidratação na produção de papel, para que o papel em movimento sobre os rolos a alta velocidade não sofra quebras ou rasgos microscópicos, por exemplo.

Vapor para umidificação
Grandes instalações comerciais e industriais, especialmente em climas mais frios, usam vapor saturado a baixa pressão como a fonte predominante de calor para aquecimento interno. Quando o ar gelado é aquecido através das bobinas de vapor, a umidade relativa do ar cai, e então esta deve ser ajustada para nível normal com a adição de uma injeção controlada do vapor saturado seco para dentro do fluxo de ar.


Website: https://www.acflex.com.br/

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade