REVISTA TAE - Ceará espera mais R$65 milhões para Cinturão das Águas até quarta

Esta notícia já foi visualizada 663 vezes.

Ceará espera mais R$65 milhões para Cinturão das Águas até quarta

Data:22/12/2017- Fonte:www.tratamentodeagua.com.br



Verba da União é esperada pelo Estado para retomar ritmo da obra do Cinturão das Águas do Ceará (CAC).

Foto:Em Missão Velha, água da transposição do São Francisco descerá aos rios Salgado e Jaguaribe – MATEUS DANTAS

 

Até a próxima quarta-feira, 27, o Governo do Estado deverá receber um novo fôlego financeiro, de R$ 65 milhões, para o andamento das obras do Cinturão das Águas do Ceará (CAC). A expectativa é de normalizar os serviços, que, no fim de novembro, teriam tido o ritmo diminuído um pouco por conta do travamento de verbas pela União. A quantia esperada já saiu do contingenciamento do Ministério do Planejamento e será repassada via Ministério da Integração Nacional.

Trecho Emergencial
Antes do recesso de Natal, o governador Camilo Santana (PT) deve ir pessoalmente, amanhã, à região do Riacho Seco, em Missão Velha, no Cariri. Vai conferir o que está pronto e o que ainda é pendência na região. O Riacho Seco é o ponto que chega ao quilômetro 53 do Cinturão, que completa o chamado Trecho Emergencial, e onde a obra estaria precisando reacelerar. No desenho dos canais, a água é captada a partir de Jati. A partir de Missão Velha, a água da transposição do rio São Francisco deverá descer em direção aos rios Salgado e Jaguaribe, que entra no açude Castanhão, até chegar a Fortaleza.

Segundo dados da Superintendência Estadual de Obras Hidráulicas (Sohidra) nos cinco lotes da obra, os trabalhos completaram 52%. Porém, no Trecho Emergencial, estaria na casa dos 68%. Em setembro, estava em 65%, segundo dados da Sohidra publicados pelo O POVO no especial A Premência pela Água. O Emergencial é formado pelo Lote 1 (38,6 km), parte do Lote 2 (9,2 km) e alguns túneis que integram o Lote 5 — completando os 53 quilômetros. Atualmente, O POVO apurou que estariam cerca de 900 operários em atividade nos cinco lotes, sendo 100 deles no Lote 2 (onde já estiveram cerca de 800).

Recursos
O destravamento da verba do Cinturão foi viabilizado também a partir da reaproximação de Camilo com o senador Eunício Oliveira (PMDB). O presidente do Senado fez a intermediação de encontros do governador cearense com os ministérios da Integração Nacional e do Planejamento, em reuniões em Brasília. Ontem à tarde, Camilo esteve reunido com a cúpula dos órgãos de gestão hídrica estadual discutindo a situação.

O diretor de Águas Superficiais da Sohidra, Antônio Madeiro de Lucena, confirmou que os R$ 65 milhões serão importantes para o cumprimento de prazos. “Usaremos uma parte para pagar dezembro e ficarão cerca de R$ 15 milhões para abrir bem os trabalhos em janeiro de 2018”, afirmou.

A previsão é que o Cinturão das Águas tenha em operação até 12 mil litros/segundo vindos do São Francisco.

Fonte: O Povo.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade