REVISTA TAE - Plataforma digital Sua Voz colhe sugestões para o 8º Fórum Mundial da Água

Esta notícia já foi visualizada 130 vezes.

Plataforma digital Sua Voz colhe sugestões para o 8º Fórum Mundial da Água

Data:07/02/2018- Fonte:Agência Nacional de Águas

Milhares de pessoas de vários países já acessaram a plataforma Sua Voz, um espaço de consulta e discussão online sobre temáticas relacionadas à água. A plataforma foi lançada em 2017 para colher contribuições de todas as pessoas interessadas no tema água, especialistas ou não. Os comentários estão sendo organizados pelos moderadores e serão apresentados em sessão do 8º Fórum Mundial da Água, evento que será realizado de 18 a 23 de março de 2018, em Brasília.

Os diferentes idiomas, que poderiam ser vistos como uma barreira à participação, não impedem a interação entre pessoas dos mais diversos lugares do planeta. É que uma das funcionalidades da plataforma é a tradução automática de qualquer idioma, facilitando a troca de ideias e os aprendizados entre pessoas de diferentes culturas.

Para participar do Sua Voz, basta se cadastrar neste link. Nesta terceira rodada de discussões, os participantes são convidados a discutir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a sua relação com a água. Uma equipe de moderadores estimula os debates em cada uma das seis salas temáticas: Clima; Pessoas; Desenvolvimento; Urbano; Ecossistemas e Finanças.

Dia Mundial das Áreas Úmidas

Na plataforma Sua Voz, Miguel Pintos Posadas, participante do Uruguai, registrou na Sala Ecossistemas que “é necessário cuidar das áreas úmidas”. Já a moderadora Malu Ribeiro lembrou que a gestão integrada da água e da proteção e recuperação dos ecossistemas é um dos grandes desafios para a agenda 2030 dos países.

Celebrado em 2 de fevereiro, o Dia Mundial das Áreas Úmidas, busca ampliar a conscientização sobre a importância desses ecossistemas inclusive para a população urbana. O tema faz parte dos debates do 8º Fórum e está dentro da programação do evento.

A Convenção de Ramsar define amplamente as áreas úmidas como todos os lagos e rios, aquíferos subterrâneos, pântanos, pastagens úmidas, oásis, estuários, deltas, manguezais e outras áreas costeiras, recifes de corais, reservatórios e locais utilizados para produção, como lagoas de peixe, arrozais.

Segundo a Convenção, entre os serviços que esses ecossistemas proporcionam a humanidade estão o abastecimento de água doce, controle de enchentes, recarga de águas subterrâneas, diversidade biológica e produção de alimentos.

O Pantanal, planície inundável que se estende por parte do Brasil, Bolívia e Paraguai, é um exemplo de área úmida. O delta do Okavango, em Botsuana, África, é outra planície inundável rica em biodiversidade e, como o Pantanal, muito valorizada para o turismo.

Na Colômbia, comunidades dos estados de Antioquia, Bolívar, Córdoba e Sucre estão envolvidas com a recuperação das áreas úmidas. Para saber mais sobre o projeto apoiado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD/UNDP), visite El regreso de los humedales en Colombia.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade