REVISTA TAE - Sanepar investe mais de R$ 96 mi em obras no Centro-Sul e Centro-Oeste

Esta notícia já foi visualizada 251 vezes.

Sanepar investe mais de R$ 96 mi em obras no Centro-Sul e Centro-Oeste

Data:16/03/2018- Fonte:Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar)

Em Campina da Lagoa, Iretama, Juranda e Roncador, a população vai receber pela primeira vez sistema de coleta e tratamento de esgoto

Onze municípios do Centro-Sul e do Centro-Oeste do Paraná estão recebendo investimentos de R$ 96.478.554,81 em obras de água e de esgoto, que vão alavancar a meta da Sanepar de universalizar o saneamento no Estado. O anúncio das obras foi feito nesta quinta-feira (15) pelo presidente da Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar), Mounir Chaowiche, que visitou as regiões.

Chaowiche destaca que os prefeitos das cidades pequenas têm reconhecido que os investimentos feitos pela Sanepar em seus municípios são de tal envergadura que garantem obras nunca imaginadas antes. “Há algum tempo, a Sanepar trabalhava nos pequenos municípios apenas com abastecimento de água. Nós mudamos isso e estamos levando coleta e tratamento de esgoto também para as pequenas populações”, disse.

Em Pitanga, Manoel Ribas e Palmital, as obras são de ampliação do sistema para que mais pessoas tenham acesso ao serviço. Em Pitanga, são mais 13 km de rede que vão atender 550 famílias. Entre os bairros beneficiados, estão Planalto, Vila Municipal e Centro. Em Manoel Ribas, serão assentados mais de 35 mil km de rede coletora para atender mais 1.056 familias. Em Palmital, cerca de 2.200 pessoas serão beneficiadas com 41 km de rede coletora que vão atender 623 novas ligações.

Em Pitanga, Manoel Ribas e Palmital, as obras são de ampliação do sistema para que mais pessoas tenham acesso ao serviço. Em Pitanga, são mais 13 km de rede que vão atender 550 famílias. Entre os bairros beneficiados, estão Planalto, Vila Municipal e Centro. Em Manoel Ribas, serão assentados mais de 35 mil km de rede coletora para atender mais 1.056 familias. Em Palmital, cerca de 2.200 pessoas serão beneficiadas com 41 km de rede coletora que vão atender 623 novas ligações.

Em Cantagalo, Rio Bonito do Iguaçu e Nova Laranjeiras, a população será atendida com obras de melhorias e ampliação no sistema de abastecimento de água. Em Cantagalo, foram entregues uma nova estação de tratamento de água, dois reservatórios, rede adutora de água e rede de distribuição. Foram feitas melhorias também no Poço Chemin, que abastece o município. O investimento foi de R$ 2,9 milhões. Na cidade, também está em andamento a ampliação do serviço de coleta e tratamento de esgoto, com investimento de R$ 3,3 milhões na execução de 15 km de redes, estação elevatória de esgoto e 751 ligações prediais.

ETE MODULAR - Em Nova Laranjeiras, a Sanepar anunciou a abertura de pregão eletrônico, já para a próxima semana, para aquisição de uma estação de tratamento de esgoto modular. Os investimentos são de R$ 3,2 milhões e inclui também ampliação de rede coletora. A nova ETE deve minimizar substancialmente o odor resultante do tratamento na região do Residencial Bueno.

“Estou muito, muito feliz. Conseguir R$ 3,2 milhões para nosso município, que é uma cidade pequena, é histórico. Nós priorizamos muito o saneamento, corremos atrás da implantação do sistema de esgoto em Nova Laranjeiras e tivemos todo apoio e parceria da Sanepar e do Estado”, agradeceu o prefeito Lineu Gomes.

Em Rio Bonito do Iguaçu, foi anunciada abertura do edital de licitação de R$ 16,8 milhões para construção de uma nova captação de água no Rio Tapera e de uma nova estação de tratamento. Ainda nessa obra, 9,2 km de adutora vão interligar os sistemas de Rio Bonito do Iguaçu e Laranjeiras do Sul, possibilitando o aumento na capacidade de abastecimento com água tratada da população nos dois municípios. "Também comemoramos a entrega do sistema de abastecimento de água na nossa comunidade rural de Alto do Trevo, beneficiando 35 famílias, além dessa adutora que, com certeza, será uma das maiores obras do Estado aqui na nossa região", destacou o prefeito Ademir Fagundes, o Gaúcho.

"Como disse o prefeito Gaúcho, essa vai ser uma das maiores obras do Estado. Uma obra que não é imediatista, não é para hoje. São quase 10 km de rede de grande porte para abastecer a população de Rio Bonito pelas próximas décadas", ressaltou o presidente Mounir Chaowiche.

O município de Marquinho também já tem recursos assegurados para a ampliação do sistema de abastecimento de água. O investimento é de R$ 660 mil e a previsão é de que as obras iniciem-se em outubro deste ano. Além disso, a Companhia e a prefeitura estão fazendo estudos para implantação do sistema de coleta e tratamento de esgoto na cidade.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade