REVISTA TAE - Transportadores investem no reúso de água

Esta notícia já foi visualizada 303 vezes.

Transportadores investem no reúso de água

Data:20/03/2018- Fonte:Agência CNT de Notícias

Estudos da CNT mostram que reaproveitamento gera cerca de 80% de economia no consumo de água na lavagem de ônibus

Foto: HP/Divulgação

Investir em reaproveitamento de água na lavagem de ônibus representa uma grande economia para os transportadores e para o meio ambiente. Estudos realizados pela CNT mostram que a tecnologia atual de reúso de água na lavagem de coletivos urbanos e rodoviários permite a reutilização de, aproximadamente, 80% do recurso utilizado. Com isso, a estimativa é que os sistemas de reúso já implantados nas empresas brasileiras conseguem economizar cerca de 32 milhões de litros de água a cada ciclo de lavagem de todos os veículos, o que corresponde a 50,6% do total de 63 milhões de litros gastos. A frota brasileira é composta de mais de 180 mil ônibus. 

Os números e as análises fazem parte de um conjunto de três trabalhos lançados pela CNT em 2017: a Sondagem CNT de Gestão Hídrica, um manual técnico e um simulador para orientar os transportadores de passageiros por ônibus urbanos e rodoviários a reduzir ainda mais o consumo de água nas garagens.

Pelos cálculos da CNT, se todas as empresas de transporte rodoviário de passageiros adotarem o reúso, a economia de água poderá chegar a 51 milhões de litros a cada ciclo de lavagem de toda a frota. Isso corresponde ao volume necessário para abastecer uma cidade como Olinda (PE), por um dia, considerando o consumo médio diário de 154 litros por habitante.
 



O presidente da Confederação, Clésio Andrade, destaca que os resultados obtidos hoje, com a implementação de sistemas para reaproveitados recursos hídricos, já têm sido muito positivos, e a proposta é estimular ainda mais os transportadores a adotarem medidas sustentáveis.

A CNT estima que os 32 milhões de litros por ciclo de lavagem economizados atualmente pelo setor correspondem a 63,3% do total de economia que seria possível (51 milhões de litros). “Neste momento em que a escassez de água é uma preocupação global e quando algumas cidades brasileiras passam por racionamento, os transportadores de passageiros por ônibus mostram significativo comprometimento com o uso racional da água”, afirma Clésio Andrade. Segundo ele, com a divulgação da sondagem, do manual e do simulador, “mais transportadores se qualificarão para reduzir o consumo de água, reforçando suas ações de sustentabilidade”. 

A Sondagem mostrou que, em média, 49% dos transportadores entrevistados possuem tratamento de água e reutilizam o recurso. Entre aquelas que não têm sistemas, a maioria (58%) tem interesse em implementá-los. No levantamento, 80,9% dos entrevistados disseram adotar ações de combate ao desperdício de água.

O diretor-executivo da CNT, Bruno Batista, destaca que grande parte dos transportadores entrevistados (43,0%) também possui sistemas de gestão ambiental implementados nas garagens. “Esses sistemas mostram o interesse em práticas sustentáveis. Além do gerenciamento dos recursos hídricos, elas estão desenvolvendo a gestão de combustível, energia, resíduos, entre outras medidas que trazem ganhos socioambientais e econômicos.” Entre os transportadores que não possuem esses sistemas de gestão ambiental, 59,3% afirmaram que pretendem adotá-los.

De acordo com a CNT o tempo de retorno do investimento nesses sistemas é relativamente baixo e, depois de pago, o benefício é permanente.

Manual CNT de Gestão Hídrica

No manual, os transportadores de passageiros que quiserem implementar medidas, como sistemas de reúso ou de reaproveitamento de água da chuva, poderão conhecer o passo a passo necessário. 


Simulador de Reúso da Água

No simulador disponibilizado pela CNT, é possível estimar a quantidade de água economizada e a redução da conta mensal da empresa, caso implante sistemas de reúso. 










+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade