REVISTA TAE - Apresentações sobre água e clima marcam o dia no Espaço Brasil

Esta notícia já foi visualizada 166 vezes.

Apresentações sobre água e clima marcam o dia no Espaço Brasil

Data:21/03/2018- Fonte:Agência Nacional de Águas (ANA)

No Espaço Brasil, na Expo, no estacionamento do Estádio Nacional Mané Garrincha, o destaque da programação desta terça-feira, 20 de março, foi o painel Dia do Clima – Mudanças Climáticas e Recursos Hídricos. Coordenado pelo gerente-geral de Estratégia da Agência Nacional de Águas (ANA), Bruno Pagnoccheschi, o debate contou com palestras da superintendente adjunta de Operações e Eventos Críticos da ANA, Ana Paula Fioreze, e do presidente da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (FUNCEME), Eduardo Martins; entre outras. 

Sobre a temática de água e clima, Fioreze informou que a ANA vem instalando Salas de Crise desde 2013, com êxito no monitoramento do comportamento hidrológico da bacia hidrográfica do rio São Francisco, por exemplo, que passa por seca desde 2012. “A cada ano finalizado, observa-se que há uma intensificação, ano após ano, do fenômeno da seca no Velho Chico. A observação desses fatores é fundamental para uma eficiente gestão dos recursos hídricos, mas é precipitado creditar isso apenas às mudanças do clima”, informou a superintendente adjunta. 

Em sua fala o presidente da FUNCEME destacou a ferramenta Monitor de Secas do Nordeste do Brasil, que acompanha a evolução da seca na região. O trabalho é coordenado pela ANA e conta com o apoio da Fundação e de outros órgãos estaduais de recursos hídricos e meteorologia. “O Monitor é mais do que um painel de acompanhamento das secas. A cada início de mês os estados analisam os dados observados no período e os lançam na ferramenta virtual. É uma maneira de garantir que os gestores atuem de forma mais efetiva, periódica e sustentável com vistas ao conhecimento e à disseminação de informações necessárias à tomada de decisões sobre recursos hídricos”, concluiu Martins. 

Na programação do Espaço Brasil na Expo, outro destaque foi para a apresentação dos relatórios sobre Governança dos Recursos Hídricos no Brasil e Cobranças pelo Uso de Recursos Hídricos no Brasil: Caminhos a Seguir, resultantes de parceria entre a ANA e a Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). 

Servidores da ANA também realizaram apresentações sobre o Programa Despoluição de Bacias Hidrográficas (PRODES), sobre reúso e fontes alternativas de água e águas subterrâneas. Durante a programação do dia no Espaço Brasil, os representantes dos projetos vencedores do Prêmio ANA 2017 puderam falar sobre seus trabalhos, assim como os docentes vencedores do 10º Prêmio Professores do Brasil na categoria Uso Consciente da Água. 

A programação desta terça-feira contou, ainda, com um painel sobre a cooperação entre Brasil e Estados Unidos para o fortalecimento do monitoramento hidrológico nacional, já que a ANA vem mantendo parcerias com o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS, na sigla em inglês) e com o Corpo de Engenheiros do Exército dos Estados Unidos (USACE, na sigla em inglês) nos últimos anos. 

No fim da programação aconteceu o Fórum de Discussões Estratégicas da ANA, um espaço reservados aos atuais diretores da Agência e aos ex-dirigentes. Uma apresentação da BandANA, formada por servidores da instituição, e um coquetel oferecido pela Fundação Banco do Brasil fecharam a agenda do dia.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade