REVISTA TAE - Wetlands International lança um programa de dez anos em um sistema único de áreas úmidas no mundo

Esta notícia já foi visualizada 185 vezes.

Wetlands International lança um programa de dez anos em um sistema único de áreas úmidas no mundo

Data:27/03/2018- Fonte:Assessoria de Imprensa

Os rios Paraná e Paraguai fluem livremente por 3.400 km, beneficiando 128 milhões de sul-americanos. A gestão sustentável desses rios é crucial para um desenvolvimento próspero da região.

Durante o Fórum Mundial da Água, a Wetlands International lança um programa de dez anos no segundo maior sistema de áreas úmidas da América do Sul depois da Amazônia: a Bacia do Prata. O programa, denominado Corredor Azul, terá como foco a mobilização de atores dentro da sociedade civil, organizações não-governamentais, setor privado, academia e governos, com o objetivo de implementar alternativas de desenvolvimento na região. O programa estabelecerá projetos pilotos em três áreas: o Pantanal no Brasil, o Esteros del Iberá e o Delta del Paraná na Argentina.

A organização Wetlands International quer assegurar que as práticas de gestão inclusiva, agricultura sustentável, e as atividades econômicas tradicionais das comunidades locais e indígenas, sejam algumas das soluções para conservar e utilizar de forma sustentável uma das maiores áreas úmidas de água doce no planeta , em que os rios Paraná e Paraguai correm livremente por 3.400 km. Cento e vinte e oito milhões de pessoas na América do Sul dependem da saúde desse sistema natural. Se o fluxo dos rios for alterado, o fornecimento de água potável e alimentos para as populações rurais e urbanas será permanentemente afetado.

O programa Corredor Azul engloba a quarta maior área úmida do mundo, cujo coração são os rios Paraná e Paraguai. É um sistema único porque flui de regiões subtropicais, fluindo para o oceano em regiões temperadas, o que o torna uma das áreas mais ricas em biodiversidade da Terra.
O sistema de áreas úmidas em torno dos rios Paraná e Paraguai enfrenta um modelo de desenvolvimento que ameaça sua existência. Por exemplo, são projetadas cerca de 110 usinas hidrelétricas no Pantanal, o uso intensivo de agrotóxicos nas plantações de arroz e de expansão da silvicultura em Iberá, além da agricultura em grande escala e desenvolvimento urbano no delta do Paraná.

"Nos próximos vinte anos, prevemos uma severa degradação da biodiversidade e da segurança ambiental para as populações da região", disse Daniel Blanco, diretor da Wetlands International para a América Latina e o Caribe. Isso pode resultar em um aumento dramático nas inundações, na perda de produtividade econômica e em ameaças imensuráveis ??à segurança alimentar, e, portanto, nossa capacidade de adaptação aos efeitos das mudanças climáticas será reduzida. O programa Corredor Azul propõe alternativas aos desafios ambientais e econômicos que enfrentamos ", concluiu.



Sobre o programa: Corredor Azul
O Corredor Azul é um programa de 10 anos localizado no Pantanal do Brasil, nos Esteros de Iberá e no Delta del Paraná, na Argentina. Seu objetivo é salvaguardar a diversidade exclusiva da região, bem como o bem-estar de milhões de pessoas que vivem nos rios Paraná e Paraguai, através da manutenção da saúde e conectividade do sistema de áreas húmidas. O Programa Corredor Azul é liderado pela Wetlands International e financiado pela DOB Ecology.


https://www.wetlands.org

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade