REVISTA TAE - Senegal – Dacar 2021: a sede do 9º Fórum Mundial da Água

Esta notícia já foi visualizada 198 vezes.

Senegal – Dacar 2021: a sede do 9º Fórum Mundial da Água

Data:28/03/2018- Fonte:www.agua.org.br

Presidente do Comitê Organizador do 9º Fórum Mundial da Água, Abdoulaye Sene.

Foto extraída: http://www.worldwaterforum8.org

Daqui a três anos, o Fórum Mundial da Água voltará ao continente Africano, que teve sua origem, no Marrocos, em 1997. A representante do governo federal, Cristiane Dias Ferreira, diretora-presidente da Agência Nacional de Água (ANA), o governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, o presidente do Conselho Mundial da Água, Benedito Braga, o diretor executivo do 8º Fórum Mundial da Água, Ricardo Andrade e o co-presidente do Comitê Organizador do 8º Fórum Mundial da Água, Paulo Salles, juntamente com outros membros da comissão organizadora, trocaram presentes com os integrantes do Comitê de Preparação do 9º Fórum Mundial da Água, que será realizado no Senegal, durante a cerimônia na última sexta-feira, dia 23, quando o Fórum brasileiro foi encerrado.

A passagem da bandeira do Fórum Mundial da Água simbolizou o reinício do trabalho contínuo do Fórum Mundial da Água. Os presentes assistiram um vídeo sobre o país anfitrião de 2021. Em seu discurso, o presidente do comitê do 9º Fórum Mundial da Água no Senegal, Abdoulaye Sene, elogiou a realização brasileira do fórum e anunciou o tema da próxima edição: segurança hídrica.
Rollemberg agradeceu ao Conselho Mundial da Água pela confiança depositada na cidade de Brasília para a realização da oitava edição do Fórum Mundial da Água e a todos os envolvidos na realização do evento. “Aqui cientistas, autoridades, sociedade civil, de forma franca, fraterna e aberta, compartilharam experiências e visões. Eu tenho a convicção de que ninguém será o mesmo depois de ter participado do 8º Fórum Mundial da Água”, declarou o governador. Rollemberg lembrou que a água é o tema mais importante para o futuro da humanidade e desejou sucesso aos senegaleses.

Benedito Braga destacou que, nesses três anos de trabalho, pode contar com a parceria, a participação cidadã e política, “sem as quais não seria possível a realização do 8º Fórum Mundial da Água”. “Atingimos plenamente nosso objetivo. Tivemos não só um número muito grande de pessoas participando, mas tivemos uma qualidade de trabalhos fantástica”, revelou. Ele contou que a Carta de Brasília, documento resultante da Conferência de Juízes, será levada ao Papa Francisco, que demonstrou interesse no assunto.

Abdoulaye Sene, presidente do comitê do 9º Fórum Mundial da Água Dacar – 2019, elogiou a oitava edição do evento. “Os resultados do Fórum em Brasília nos ensinam que o compartilhamento da água requer mecanismos apropriados de cooperação para construir um mundo de paz e estabilidade em torno das bacias e aquíferos compartilhados”, disse.

Em 2021, Dacar, capital do Senegal, será anfitriã da nona edição desse megaevento. Após receber a bandeira do Conselho Mundial da Água, Abdoulaye Sene falou que assumir essa responsabilidade simboliza um retorno às matrizes africanas, “o berço da humanidade”.

Sene adiantou um pouco do que o público pode esperar de Dacar daqui a três anos. De acordo com ele, o continente estará voltado para trabalhar em quatro eixos: segurança hídrica, cooperação, inovação e água para o mundo rural. O objetivo é chamar atenção para aspectos de gestão e participação da sociedade para garantir a disponibilidade hídrica a longo prazo.

“A partir de hoje, o Senegal apresentará e defenderá a iniciativa de Dacar 2021 como um catalisador para o acesso universal à água e ao saneamento. Um componente importante do Fórum também estará relacionado aos programas de acompanhamento, com o objetivo de ter resultados tangíveis durante o evento”, pontuou o presidente do comitê do 9º Fórum Mundial da Água.

A Vila Cidadã, novidade inserida pelo Fórum brasileiro, que permitiu maior participação da comunidade no evento, foi elogiada pelo senegalês. “A Vila Cidadã foi o que mais me chamou atenção. Foi uma inovação muito boa e nós vamos avaliar um meio de construir esta experiência em Dacar, uma espécie de vitrine de ações de todo o mundo, colocando todos os cidadãos nesse processo”, disse Sene.

Texto extraído: www.worldwaterforum8.org 

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade