REVISTA TAE - BASF traz benefícios para a cidade de Jundiaí

Esta notícia já foi visualizada 282 vezes.

BASF traz benefícios para a cidade de Jundiaí

Data:28/03/2018- Fonte:Assessoria de Imprensa

A Suvinil, marca de tintas imobiliárias premium da BASF, em parceria com a ArtCores Tintas, do Grupo Amarelinha Tintas, apoia o projeto socioeducacional Casa da Fonte, da CSJ (Cia Saneamento de Jundiaí). A marca, junto à revenda, promoveu um curso de formação de pintores para 21 moradores da comunidade de Jundiaí. A BASF, por meio de seu negócio de Químicos para Tratamento de Água, também contribui com soluções para o tratamento dos resíduos domésticos e da indústria da cidade feito pela CSJ.

Com duração de quatro dias, o curso é o primeiro do segmento de tintas a ser ministrado na região e contribui para valorizar os profissionais, além de ajudar a inseri-los no mercado de trabalho. A capacitação faz parte da estratégia de desenvolvimento de mão de obra qualificada no setor. A Casa da Fonte é um projeto socioeducacional do terceiro setor, criado em 2005 e patrocinado pela CSJ, que recebe diariamente crianças e adolescentes no contraturno escolar com atividades diferenciadas e a ampliação de horizontes.

BASF contribui para o tratamento sustentável das águas do rio Jundiaí

A divisão de Químicos para Tratamento de Água da BASF fornece para a Estação de Tratamento de Esgotos de Jundiaí (ETEJ), administrada pela CSJ, floculantes para separação sólido-líquido para o tratamento do rio Jundiaí, um dos maiores afluentes do rio Tietê. O processo da Estação é bastante simples e robusto, consistindo em lagoas aeradas de mistura completa seguidas de lagoas de decantação. Com alto peso molecular, os polímeros da BASF promovem o agrupamento das partículas sólidas, formando o lodo, e permitindo a separação do líquido (efluente bruto), que segue para o tratamento. O lodo, por sua vez, é processado e transformado em fertilizante orgânico de qualidade e uso seguro. O processo da ETEJ tem eficiência para remover 95% da carga orgânica dos resíduos e tem produzido 2 mil toneladas por mês de fertilizantes. Todo o esgoto coletado na cidade de Jundiaí, que já foi a responsável por 70% da poluição do rio, é tratado na ETEJ. Cerca de 36 milhões de metros cúbicos foram tratados e destinados adequadamente em 2017, garantindo um saneamento de qualidade e respeitando o meio ambiente.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade