REVISTA TAE - Prefeito de Timóteo visita obras da Estação de Tratamento de Esgoto da Copasa

Esta notícia já foi visualizada 139 vezes.

Prefeito de Timóteo visita obras da Estação de Tratamento de Esgoto da Copasa

Data:13/04/2018- Fonte:www.copasa.com.br

Com um investimento de R$ 87,5 milhões, o sistema Irá beneficiar cerca de 165 mil pessoas



O prefeito de Timóteo, Geraldo Hilário, visitou, na tarde de sexta-feira (06/04), as obras da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE - Sistema Integrado de Timóteo e Coronel Fabriciano). Na ocasião, além de explicar os detalhes construtivos da ETE e a evolução da obra, o gerente da Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa) no Distrito Regional Vale do Aço, Rodrigo Ferreira, apresentou o programa Pró-Mananciais, que está sendo desenvolvido no município.


Com um investimento de R$ 87,5 milhões, a obra irá beneficiar em torno de 165 mil pessoas em Timóteo e Coronel Fabriciano. Até o momento, cerca de 77% dos serviços de ampliação do Sistema Integrado de Esgotamento Sanitário estão concluídos. A estimativa é que o empreendimento, iniciado no final de 2014, seja concluído ainda em 2018.


O prefeito destacou a grande evolução que representa para a cidade uma Estação de Tratamento de Esgoto. "A necessidade de tratar o esgoto é algo indispensável. Precisamos, cada vez mais, estimular o desenvolvimento do município. Todo cidadão gostaria de morar em uma cidade onde a água e o esgoto fossem tratados. É isso que eu busco e tenho a Copasa como parceira", pontua.


O gerente do Distrito Regional Vale do Aço, Rodrigo Ferreira, reforçou o caráter ambiental e socioeconômico do empreendimento. "Ter um tratamento de esgoto é uma questão de melhoria da qualidade de vida e saúde da população, preservação de meio ambiente e desenvolvimento da área socioeconômica de Timóteo e Coronel Fabriciano", disse ele.

 

Mais benefícios para Timóteo e Coronel Fabriciano
As obras contemplam a construção de 11.500 metros de redes coletoras de esgoto (tubulações de menor diâmetro implantadas em vias públicas para coletar os esgotos das residências, comércios e indústrias); 31.160 metros de interceptores (tubulações de grande porte implantadas ao longo dos córregos e rios para receber os esgotos das redes coletoras); nove elevatórias de esgoto (unidades de bombeamento do fluxo de esgoto para um nível mais elevado); 7.200 metros de linhas de recalque (responsáveis por levarem os esgotos até a ETE); uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE), além de um laboratório para realização das análises de esgoto e aquisição de materiais, terrenos e equipamentos.


A obra também está gerando benefícios na arrecadação dos municípios de Coronel Fabriciano e Timóteo, que recolhem o Imposto Sobre os Serviços (ISS) prestados pela empresa contratada pela Copasa, além da aquisição de materiais e equipamentos e da contratação de serviços indiretos, o que gera receita e movimenta o comércio regional.


Outro ganho é a priorização da mão de obra local: foram contratados 84 empregados diretos e 40 indiretos. À medida que surgirem novas frentes de serviços, surgirão também novas vagas.


O tratamento de esgoto permitirá que as cidades recebam o ICMS Ecológico, uma forma de incentivar os municípios a criar mais áreas de preservação e a melhorar a qualidade das áreas já protegidas.

 

FOTO CAPA: SETUR MG

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade