REVISTA TAE - A importância de eliminar o ferro da água utilizando desferrizadores

Esta notícia já foi visualizada 133 vezes.

A importância de eliminar o ferro da água utilizando desferrizadores

Data:23/04/2018- Fonte:www.noticias.dino.com.br

Eliminar o ferro da água, além de torná-la potável, evita problemas nas tubulações. É justamente para solucionar essas questões que os filtros desferrizadores estão no mercado.



A água é essencial não só para o consumo direto, mas também para grande parte dos processos de produção dos mais variados produtos, serviços e alimentos. Embora seja um bem extraído da natureza, o ferro presente nela, proveniente do contato direto com o mineral, a torna imprópria tanto para o consumo quanto para seu gerenciamento em processos industriais. Uma das possibilidades, para realizar esse procedimento necessário de retirada do ferro, é por meio de desferrizadores.

Mas por que retirar o ferro da água? Para que se tenha qualidade nos processos em que se utiliza a água, essa matéria-prima precisa estar em perfeitas condições de uso, de maneira que não atrapalhe os processos a serem realizados futuramente. No caso do consumo, é necessário que ela seja potável, e a quantidade de ferro presente nela influencia muito nisso. Já para uso industrial, por exemplo, o componente pode prejudicar as tubulações e trazer prejuízos ainda maiores a médio e longo prazo.

Visto a necessidade de realizar esse processo é preciso escolher o método a ser utilizado, que deve levar em consideração a quantidade de água a ser tratada. Os materiais químicos são uma opção para retirar o ferro, porém, eles podem interferir negativamente nos processos futuros a serem realizados. Com a ascensão de procedimentos mais modernos, que foram desenvolvidos com o objetivo justamente de otimizar tempo e dinheiro, além de proporcionar mais qualidade nos serviços, os filtros desferrizadores estão no mercado para atender a esta demanda.

O processo realizado para retirar o ferro e o manganês utiliza da reação entre os contaminantes e o oxigênio presente na água, dentro do filtro. Este, por sua vez, atua como um catalizador que faz com que as partículas sólidas de ferro sejam agrupadas e, as menores, capturadas durante a filtragem, permitindo que a água mantenha seu padrão de potabilidade, por exemplo, além de retirar gostos e odores sem a necessidade da utilização de processos químicos.

A ASSTEFIL , que atua há 29 anos no mercado com a oferta de sistemas de tratamento de água e filtragem de produtos para processos industriais, trabalha, entre outros itens, com filtros desferrizadores. Três são os modelos, sendo um automático e dois manuais, todos eles possuem anticorrosivos. Segundo a empresa, o filtro é uma alternativa aos reagentes. "Temos dois tanques de resina reforçado com fibra de vidro e um em aço inox com revestimento interno. Em todos eles não é necessário utilizar reagente (permanganato de potássio), comumente utilizado em outros processos".

A implantação desses desferrizadores pode ser bastante vantajosa, pois além de não utilizar material químico, o custo não é alto e o equipamento tem grande durabilidade. O filtro automático da ASSTEFIL, inclusive, possui um sistema de regeneração automático com cinco ciclos de limpeza, para quem busca algo mais avançado.

Com a água tratada, os processos passam a ser desenvolvidos com mais qualidade e o produto final chega ao consumidor dentro dos padrões adequados, a partir de processos cujo custo-benefício vale a pena.


Website: https://www.asstefil.com.br/

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade