REVISTA TAE - Assinada ordem de início para obras de saneamento em Rio Grande

Esta notícia já foi visualizada 119 vezes.

Assinada ordem de início para obras de saneamento em Rio Grande

Data:24/04/2018- Fonte:www.corsan.com.br

Foto: Roberto Witter/ALRS

O governo do Estado está investindo mais de R$ 6 milhões em obras de ampliação e qualificação do sistema de tratamento de esgoto no município de Rio Grande através da Corsan.

A assinatura da ordem de início das obras de esgotamento sanitário do Loteamento ABC X e do bairro Parque Marinha aconteceu na sexta-feira (20). Na localidade do ABC X, em Cassino, a Corsan irá ampliar o sistema de redes coletoras, estações de bombeamento de esgoto (EBEs) e emissários por recalque, num investimento de R$ 2.950.642,40. A obra irá beneficiar 1.540 habitantes da localidade que aguardam há mais de 30 anos uma solução para a falta de saneamento. Serão 5 quilômetros de redes coletoras e 3 quilômetros de emissários.

O bairro Parque Marinha será contemplado com obras de ampliação das redes coletoras, num investimento de R$ 3.091.378,94, que irá beneficiar com novas ligações 1.080 habitantes, alcançando, após a conclusão das obras, toda a população do bairro.

A solenidade de assinatura contou com as presenças do secretário adjunto de Obras, Saneamento e Habitação (SOSH), Sandro Boka de Oliveira, do diretor de expansão da Corsan, Marcus Vinicius Caberlon, e do prefeito de Rio Grande, Alexandre Lindenmeyer.

Sandro Boka destacou a importância do investimento em saneamento básico para promover a saúde e o bem-estar das famílias, assim como a preservação do meio ambiente. “Quando investimos nessa área essencial, auxiliamos o desenvolvimento dos municípios e a valorização imobiliária. A assinatura dessa ordem de início representa um momento importante para a vida de famílias que aguardam há mais de trinta anos a resolutividade dos problemas”, destacou o secretário.

Boka apontou a projeção de novas ações da Corsan no município. “Nesse primeiro momento serão investidos R$ 6 milhões nas obras de esgotamento sanitário no ABC X e no Parque Marinha, sendo que a Corsan ainda projeta o investimento de mais R$ 111 milhões em melhorias e ampliação do tratamento de água e esgotos no município, demonstrando o compromisso da companhia com a saúde e o desenvolvimento de Rio Grande”, frisou.

As duas obras serão executadas pela empresa AGR Engenharia e Empreendimentos Ltda, com prazo de conclusão de 9 meses no caso do ABC X e de 12 meses no bairro Parque Marinha.

O prefeito Alexandre Lindenmeyer comemorou a assinatura do documento e destacou os ganhos que os moradores das localidades terão com a execução das obras. “A assinatura deste documento é resultado de um amplo debate com a comunidade de Rio Grande, onde com diálogo optamos pela renovação do contrato com a Corsan e hoje colhemos os frutos. Com a gestão compartilhada entre sociedade civil, Prefeitura e Corsan, conseguimos constituir um Fundo de Gestão Compartilhada. Ele recebe 100 % dos recursos arrecadados através da coleta e tratamento de esgoto e 5% daquilo que é arrecadado através da água. Esse recurso é reinvestido no município”, afirmou o prefeito.

O diretor de expansão da Corsan, Marcus Vinicius Caberlon, destacou a soma de esforços para que se chegasse a uma solução. “Através do diálogo e do esforço concentrado junto a prefeitura de Rio Grande, conseguimos destravar esse processo. Nesse primeiro momento faremos a ampliação das redes de esgotamento sanitário. Mas também está em curso com a empresa, através de aditivo, a construção simultânea das redes de água. Trabalhamos na modernização da Corsan e na proximidade com os municípios.”, frisou o diretor de expansão.

Participaram da solenidade de assinatura das ordens de início das obras o deputado estadual Fábio Branco, o vice-prefeito de Rio Grande, Renato Gomes, vereadores, o superintende da Corsan, Eduardo Guimarães, o gestor da Unidade de Saneamento do município, Edson Negrão, o representante da empresa AGR, Guilherme Almeida, moradores e lideranças comunitárias das comunidades que serão contempladas com o investimento.

Texto: Jean Maidana/Ascom SOSH 
Edição: Leonardo Nunes/Secom

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade