REVISTA TAE - Meta é avançar em universalização do saneamento, afirma presidente Sanepar

Esta notícia já foi visualizada 132 vezes.

Meta é avançar em universalização do saneamento, afirma presidente Sanepar

Data:08/05/2018- Fonte:Sanepar

A Sanepar já possui índices acima da média nacional, mas deve investir mais de R$ 1 bi em 2018 para ampliar atendimento

Avançar rumo à universalização do saneamento nas 346 cidades onde a Sanepar atua é uma das principais metas do novo presidente da companhia, Ricardo Soavinski. “Vamos continuar investindo para alcançar a universalização do saneamento em todas as cidades onde a Sanepar está presente”, afirmou Soavinski na solenidade com a presença da governadora Cida Borghetti, que formalizou a posse no cargo de presidente nesta segunda-feira (7) na sede da Sanepar, em Curitiba.

A governadora reforçou o compromisso do governo do Paraná com o saneamento. “Investir nesta área é investir em saúde e nós não vamos nos cansar de perseguir a melhoria dos serviços ofertados à população. Estaremos sempre atentos às demandas dos municípios e vamos garantir a melhoria constante no atendimento. Somos um governo municipalista e estamos comprometidos em melhorar a vida das pessoas”, disse a governadora.

Soavinski também destacou a importância da conservação dos recursos hídricos para o fortalecimento econômico da companhia. “Com os nossos mananciais preservados, somos capazes de produzir água tratada a um custo mais baixo. Água em quantidade e com qualidade significa economia no tratamento e mais saúde para a população”, enfatizou.

Segundo o plano de investimentos da Sanepar informado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), em 2018, a Sanepar vai investir R$ 1,18 bilhão em obras de ampliação do abastecimento de água e na coleta e tratamento de esgoto.

Indicado para presidir a companhia pela governadora, Soavinski foi eleito por unanimidade pelo Conselho Administrativo da companhia. Paranaense de Maringá, ele é graduado em oceanografia pela Universidade Federal do Rio Grande. Antes de assumir a Sanepar, presidia o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), entidade ligada ao Ministério do Meio Ambiente. Foi também secretário de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná, entre 2015 e 2016, e ocupou o cargo de secretário nacional de recursos hídricos e ambiente urbano do Ministério do Meio Ambiente.

Investimentos - A Sanepar investiu, desde 2011, mais R$ 7 bilhões nos sistemas de água e de esgoto nas 345 cidades paranaenses em que atua e em Porto União, Santa Catarina, onde também é responsável pela operação do sistema. São obras que melhoram o atendimento a população e garantem saneamento básico de qualidade para mais de dez milhões de pessoas.

A Companhia paranaense tem índices superiores à média nacional, atende 100% da população das cidades onde está presente com água tratada, coleta mais de 70% do esgoto gerado nos centros urbanos e trata todo o esgoto que coleta. A média nacional de coleta e tratamento de esgoto não ultrapassa 50%. A companhia também atua na área de resíduos sólidos urbanos e opera os aterros sanitários nas cidades de Apucarana, Cornélio Procópio e Cianorte.

HOMENAGEM – A presidente do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Silvana Canuto, sucessora de Soavinski no cargo, participou da cerimônia de posse e fez uma homenagem ao novo presidente da Sanepar. “Vocês podem ter a certeza de que terão como presidente um profissional íntegro e que deixou no Instituto Chico Mendes um legado de competência técnica e lealdade”, disse Silvana.

PRESENÇAS – Estiveram presentes na posse do presidente da Sanepar os deputados estaduais Nelson Justus e Alexandre Cury, a deputada estadual Maria Vitória, a secretária estadual da Família e do Desenvolvimento Social, Fernanda Richa, secretário estadual do meio ambiente, Antônio Bonetti, secretário estadual do Planejamento, Juraci Barbosa Sobrinho, o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, os ex-presidentes da Sanepar, Mounir Chaowiche e Fernando Ghignone, atual secretário estadual da administração, o presidente da Copel, Jonel Iurk, e outras autoridades.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade