REVISTA TAE - Empreendimentos da Copasa movimentam R$ 2 bilhões em todo o estado

Esta notícia já foi visualizada 110 vezes.

Empreendimentos da Copasa movimentam R$ 2 bilhões em todo o estado

Data:28/05/2018- Fonte:Copasa

Empreendimentos da Copasa movimentam R$ 2 bilhões em todo o estado


Os investimentos, na Região Metropolitana de BH e no interior, melhoram a qualidade de vida da população e trazem benefícios ao meio ambiente

Desde janeiro de 2015 a Copasa tem feito investimentos de porte para melhorar a oferta de água e ampliar os serviços de esgotamento sanitário. São recursos da ordem de R$ 2 bilhões, aplicados na Região Metropolitana de Belo Horizonte e em municípios do interior do Estado, que têm impacto direto na qualidade de vida da população e geram benefícios ao meio ambiente.

Na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) a Copasa iniciou, em dezembro de 2015, a captação de água no rio Paraopeba, em Brumadinho. Esta obra, que demandou recursos de R$ 128,4 milhões, foi de fundamental importância para evitar o racionamento e garantir a regularidade do abastecimento a uma população de cerca de quatro milhões de habitantes.

No Norte de Minas, os R$ 88 milhões, investidos na ampliação do sistema de abastecimento de água de Montes Claros irão evitar o colapso do abastecimento  e livrar o município dos rodízios, consequência dos longos períodos de estiagem na região.  As obras de captação no rio Pacuí irão beneficiar uma população de 380 mil pessoas. Iniciado em agosto de 2017, o empreendimento deve ser concluído em agosto deste ano. O novo sistema de captação, porém, já inicia a pré-operação no final de julho de 2018.

De acordo com o diretor de Operação Norte da Copasa, Gilson de Queiroz, a obra do Pacuí é um exemplo de como um serviço público pode ser eficiente. “Grandes empreendimentos estruturais demandam tempo para planejamento e execução, mas os resultados aparecem. A diminuição de oferta de água, uma realidade global, nos atinge principalmente no Norte de Minas, e a ampliação deste sistema vai pôr fim aos sistemas de rodízio e racionamento que vem afetando Montes Claros”, explicou.

Em Divinópolis, recursos de R$ 143 milhões na construção de uma Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) irão garantir o tratamento de 100% do esgoto coletado no município, beneficiando diretamente uma população superior a 234 mil habitantes. A estimativa é que as obras sejam concluídas até dezembro de 2018.
 
Além disso, a Copasa está ampliando a capacidade de tratamento e abastecimento de água no município. São mais de R$ 8 milhões de recursos para melhorar o fornecimento de água tratada na região Norte da cidade, além de melhorias na Estação de Tratamento de Água (ETA) do Rio Itapecerica.

Em Patos de Minas foram investidos R$ 15 milhões nas obras do sistema de esgotamento sanitário, que ampliaram o percentual do tratamento de esgoto coletado de 30% para 80% no município. Mais de 124 mil residências foram beneficiadas.

Em Carmo do Paranaíba, a população também já se beneficia da Estação de Tratamento de Esgoto, que entrou em operação em fevereiro passado. Com o investimento de cerca de 10 milhões, mas de 11 mil famílias do município têm 100% do esgoto tratado.

A ampliação do sistema de esgotamento em Timóteo já está com cerca de 80% das obras concluídas. Com R$ 87,5 milhões de investimentos, o empreendimento, com estimativa de conclusão até dezembro de 2018, atenderá também a cidade de Coronel Fabriciano, favorecendo 165 mil pessoas.

Na Bacia do Rio Verde, em Três Corações, a Copasa já investiu R$ 19,9 milhões dos R$ 32 milhões destinados às obras de esgotamento sanitário. O empreendimento levará coleta e tratamento de esgoto a 30 bairros, expandindo o sistema na região – integrado também ao sistema de esgotamento da bacia do Rio Peixe, já concluído.

Em Teófilo Otoni, os investimentos da Copasa, da ordem de R$ 30 milhões na modernização do sistema de abastecimento. O empreendimento aumentará a captação de água e irá suprir a demanda por fornecimento em toda a cidade. A entrega está prevista para julho de 2019.

Além destas cidades, a Copasa também executa obras de melhoria do abastecimento de água e de ampliação do sistema de coleta e tratamento de esgoto em Caratinga, Arcos, Paracatu, Mato Verde, Piranga, Abaeté, João Pinheiro, Divino, Urucuia, Felixlândia e Brasilândia de Minas, entre outros. Outras obras de menor porte, mas de grande importância, são a abertura de poços, que garantem o abastecimento de água para centenas de comunidades em todo o Estado.

Pró-Mananciais
A Copasa também criou o programa Pró-Mananciais, para preservar e recuperar as águas utilizadas para abastecimento público em Minas Gerais.

O programa busca envolver os agentes locais, incentivando o protagonismo e a responsabilidade social. Por isso estimula parcerias e a participação das comunidades envolvidas, integradas às políticas públicas locais.

O investimento anual previsto para o programa é de R$ 20 milhões. Em 2017 foram contemplados 58 municípios mineiros. Atualmente o programa já está implementado em 118 cidades, e a expectativa é atingir 161 municípios, com 200 hectares de mudas plantadas em todo o estado, até o final de 2018.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade