REVISTA TAE - Cesan se reúne com Prefeitura de Santa Teresa para falar sobre projeto Produtor de Água

Esta notícia já foi visualizada 156 vezes.

Cesan se reúne com Prefeitura de Santa Teresa para falar sobre projeto Produtor de Água

Data:20/06/2018- Fonte:Coordenadoria de Comunicação Empresarial da Cesan

Nesta segunda-feira (18) foi realizada reunião da Cesan com a Prefeitura Municipal de Santa Teresa para falar sobre o investimento no projeto ‘Produtor de Água da Sub-Bacia do Rio Santa Maria do Doce’, que tem como objetivo a conservação, manejo e recuperação de solo e água da região de Santa Teresa.

De acordo com o gestor do Polo Santa Teresa, Antonio da Silva Ferreira, essa reunião ocorreu para traçar o plano de comunicação e mobilização do projeto, além de celebrar a entrada de novos parceiros: os alunos do mestrado ProfÁgua e do Senar/Sebrae. “Durante a reunião fizemos um debate para podermos traçar esse plano de modo a atingir o objetivo”, contou.

O projeto, que é uma parceria da Prefeitura com Companhia, foi inscrito no edital da ANA para projetos de conservação de água e solo e foi classificado em 3º lugar. Ao todo serão investidos R$ 962,1 mil para reduzir a erosão e promover a recuperação de 20 hectares na Bacia do Rio Santa Maria do Doce.

Além do plantio de mudas, o projeto promoverá o cercamento de Áreas de Preservação Permanente (APP), totalizando aproximadamente 4.680 metros. Também serão construídas 3.108 caixas secas em carreadores e ao longo das estradas vicinais. Os produtores participantes ainda receberão pagamento por serviços ambientais.

A Companhia participará por meio de medições de vazão e disponibilidade do banco de dados relativos à qualidade da água nas captações. “Essas medições, que terão o apoio da Gerência de Meio Ambiente, são uma forma de avaliar os impactos do projeto. Além disso, haverá o apoio logístico, quando necessário, em mutirões e datas comemorativas, conforme já é realizado pela Cesan”, informou Antônio.

Edital da ANA

Ao todo 224 projetos foram inscritos no edital, sendo 36 classificados, mas apenas os três primeiros colocados terão investimento imediato. Os demais formarão um banco de projetos durante três anos, que poderão receber recursos desde que haja disponibilidade orçamentária e financeira da ANA.

Além do projeto de Santa Teresa, os projetos de Brejetuba e Atílio Vivacqua também foram classificados em 5º e 36º lugares e ficarão no banco de projetos da ANA.

 

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade