REVISTA TAE - Corsan e Abes assinam convênio

Esta notícia já foi visualizada 172 vezes.

Corsan e Abes assinam convênio

Data:27/06/2018- Fonte:www.corsan.com.br

Assinatura de convênio com a Abes - Foto: João Paulo Flores

A Corsan e a Abes (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental) assinaram na tarde do dia, 25, no auditório do BRDE, convênio de capacitação técnica. O documento foi assinado pelo diretor-presidente da Corsan, Flávio Ferreira Presser e pelo presidente nacional da Abes, Roberval Tavares de Souza, durante encontro da associação, e objetiva a realização de ações educacionais por profissionais da Corsan na grade de cursos de qualificação por ensino a distância da Uniabes (Universidade da Abes), ao promover a capacitação dos técnicos-cientifícos da companhia em tecnologias de água e esgotos, bem como iniciativas de sustentabilidade.

Para o diretor-presidente Flávio Ferreira Presser, o convênio promove a união de esforços das duas entidades diante do desafio e importância do momento atual do saneamento básico. “O setor de água e esgotos requer muita inovação, já que estamos vivendo a era do conhecimento. Buscamos cada vez mais uma Corsan eficiente, e para isso é necessário a atualização permanente dos nossos técnicos”, ressaltou o dirigente da companhia.

Por sua vez o dirigente nacional da Abes informou que entidade desenvolve há dois anos uma plataforma de ensino a distância, cujos resultados têm sido muito positivos. “Importante reforçar a parceria com a Corsan, cujos profissionais ficarão ainda mais capacitados com o acesso às novas tecnologias”, disse o presidente da Abes.  O convênio terá dois anos de validade, podendo ser prorrogado por igual período.

A seguir, Presser participou do painel  que teve como tema: Universalização do saneamento no Brasil, como anda essa meta? Ele ressaltou o investimento em esgotamento sanitário na Região Metropolitana por meio de uma PPP que, num prazo de dez anos irá universalização o atendimento em nove cidades da Grande Porto Alegre, promovendo desenvolvimento, geração de empregos e melhorias ambientais com a despoluição dos rios.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade