REVISTA TAE - 29º Encontro Técnico Fenasan 2018 – 1º Dia

Esta notícia já foi visualizada 487 vezes.

29º Encontro Técnico Fenasan 2018 – 1º Dia

Data:19/09/2018- Fonte:www.aesabesp.org.br

Após a abertura com a presidente da Sabesp, Karla Bertocco; o secretário de Saneamento e Recursos Hídricos do Estado de SP, Ricardo Borsari; o secretário nacional de Saneamento, Adailton Ferreira Trindade, e o presidente da AESabesp – Associação dos Engenheiros da Sabesp, Olavo Sachs, o evento prosseguiu com as seguintes mesas redondas:



– Desafios da Implantação dos Planos de Segurança da Água (PSA) em sistemas de pequeno, médio e grande porte, com os componentes Roseane Maria Garcia Lopes de Souza – ABES – SP e Centro de Referência de Segurança da Água – Saúde/ José Carlos Mierzwa – USP/ André Luis Góis Rodrigues – TOQ/Sabesp.

Os participantes destacaram modelos realistas de aplicação das definições que caracterizam os padrões de potabilidade da água. “O PSA deve ser um sistema de gestão de risco”, concordaram os debatedores, em relação à questão da possível necessidade de sua implantação em sistemas de pequeno porte, como poços, e qual seria o órgão responsável por fazer a regulamentação e controle, até mesmo para julgar se o PSA será necessário. Ainda se destacou uma avaliação constante dos insumos fornecidos para tratamento da água e uma padronização de medidas de controle para minimizar riscos.



– Saneamento Rural: Exemplos de Parcerias no Planejamento e na Gestão dos Sistemas de Saneamento, com os componentes Ana Lúcia Brasil – ABES – SP/ Rodrigo Sanches Garcia – Promotor Público/ Helder Cortez – ASSEMAE/ Igor Laércio Rusch – SANEPAR.

Inserir os planos de saneamento rural juntamente com os urbanos com cada autarquia municipal, retirando a responsabilidade do sistema que recai unicamente sobre o dono da propriedade rural foi uma discussão dessa mesa, que citou os exemplos de instalações sanitárias que foram instaladas e por carência de programas de conservação/manutenção, quase entraram em colapso, podendo causar prejuízo humano e ambiental. “Situações como essa poderiam ser evitadas com visitas semestrais de gestão e controle, além da necessidade de investir em treinamento técnico direcionado aos proprietários rurais”, avaliaram os debatedores.



MR – Novas Tecnologias Aplicadas a Coleta Seletiva de Resíduos Urbanos, com os componentes Delaine Romano – Fórum Lixo e Cidadania da ABES/ Francisco Luiz Biazini – Bolsa COOP – Bolsa Cooperativa de Resíduos/ Henrique Luiz – Aplicativo “Comunidades que Reciclam”/ Adriano Ipaves – Coleta Seletiva em Condomínios.

Foram sugeridas formas de conscientização quanto ao destino dos resíduos, nessa mesa. Entre os tópicos mais discutidos, os debatedores levantaram a preocupação com a falta de informação para os munícipes, que não sabem diferenciar visualmente um veículo (caminhão) de coleta de lixo comum e um veículo especial, que faz a coleta somente de resíduos já selecionados. Isso provoca o descarte inadequado de resíduos gerais dentro desses caminhões especiais, impactando no resultado final. Necessidade de implantação de meios de popularizar a importância de realizar a seleção dos resíduos na origem (residências) foi um consenso.



MR – Inovações Tecnológicas em Grandes Empreendimentos, com os componentes Rui de Brito Alvares Affonso – diretor financeiro da Sabesp/ Ricardo Darviz Borsari – Secretário de Recursos Hídricos de SP e Edison Airoldi – diretor de Tecnologia, Empreendimentos e Meio Ambiente da Sabesp.

Na ocasião, foi ressaltada a importância de meios de gestão de recursos hídricos não apenas para as bacias que funcionam como reservatório, mas que essa gestão se estenda também para as bacias doadoras, reduzindo e se antecipando aos possíveis riscos trazidos por uma nova crise hídrica.



MR – Governança Corporativa e Conformidade – Avanços na Gestão Empresarial Brasileira com os componentes Michael Breslin – superintendente de Gestão de Riscos e Conformidade da Sabesp/ Alexandre da Cunha Serpa – Allergan/ Jerônimo Antunes – USP
Na oportunidade, foi discutida como a utilização de ferramentas de Compliance (Conformidade) podem otimizar a gestão do corpo operacional, reduzindo e evitando possíveis casos de fraudes e irregularidades e, assim, otimizar empresas e aumentar a sua credibilidade no mercado e para a sociedade.

Palestra Motivacional de Encerramento com Luciano Pires


Após mesas redondas e palestras técnicas, o evento foi encerrado com a palestra motivacional do ex-executivo, cartunista, escritor e orador, Luciano Pires, que trocou uma sólida carreira em uma multinacional, para seguir seus sonhos, entre eles uma experiência inusitada de escalar o Monte Everest, no Nepal.

Sua palestra associou os desafios dessa viagem com as emoções enfrentadas pelas pessoas no dia a dia, na busca de seus objetivos, em meio a cenários íngremes, mas esplendorosos. O público teve bastante identificação com o conteúdo.

Abertura da FENASAN
 

A Feira Nacional de Saneamento e Meio Ambiente Fenasan, em seu 1º dia, mostrou que apesar dos impactos políticos e socioeconômicos do País, o setor tem embasamento técnico para se manter sólido, embora reivindiquem investimentos de ordem pública, uma vez que é responsável pela infra-estrutura do Pais, levando saúde e bem-estar à sociedade.
Cerca de 200 expositores – fabricantes de equipamentos, desenvolvedores de softwares, de tecnologias e prestadores de serviços – promovem um cenário todo voltado para atender as demanda dos segmentos do setor.

A Fenasan 2018 traz para a América Latina, por meio da parceria entre a AESabesp e a organização alemã Messe München, o know-how da IFAT- Feira Internacional para Gestão de Água, Esgoto, Lixo e Resíduos, notoriamente conhecida como o maior evento mundial em soluções ambientais. De acordo com os seus promotores: “o Brasil é a grande referência na América Latina, para a expansão de tecnologia e soluções para saneamento e meio ambiente, em escala global”.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade