REVISTA TAE - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento encerra ciclo 2018 com grande festa do saneamento
Esta notícia já foi visualizada 838 vezes.



Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento encerra ciclo 2018 com grande festa do saneamento

Data:04/12/2018
Fonte: ABES

Suely Melo


Em último dia de evento, PNQS conta com painéis de debate das empresas reconhecidas no ciclo 2018 e grande cerimônia de premiação com as presenças dos principais representantes do setor

Uma data para ficar na memória, onde o saneamento venceu. Na última quarta-feira, 28 de novembro, aconteceu a cerimônia de encerramento do Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento – PNQS, realizado pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), no Rio de Janeiro. Com as presenças dos principais representantes do saneamento, foram reconhecidas as empresas do setor nas categorias As Melhores em Gestão no Saneamento Ambiental – AMEGSA e Selo da Qualidade do Fornecedor de Serviços de Saneamento Ambiental – SQFSA (confira aqui a lista das empresas reconhecidas). Além disso, foram anunciados os cases finalistas e premiados das modalidades IGS – Inovação em Gestão Sanitária e PEOS – Prêmio Eficiência Operacional (veja lista abaixo).

Neste ano, o Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento ocorreu simultaneamente à Rio Water Week, feita pela primeira vez no Brasil, valorizando ainda mais o evento reconhecido como o Oscar do saneamento. O último dia começou com o Seminário de Benchmarking AMEGSA e SQFSA com abertura de Rosana Dias, coordenadora do Comitê Nacional da Qualidade ABES (CNQA).  O Seminário apresentou quatro painéis de debate com membros das empresas reconhecidas no PQNS Ciclo 2018.

O primeiro painel abordou os principais desafios para a busca da maturidade na gestão com as presenças de Thiago Contage (Água de Pará de Minas), Juscelio Azevedo de Souza (Concessionária Água do Paraíba – Campos de Goitacazes), Alaíde Martins (Saneaqua Mairinque), Márcio Barbeto Menezes (UGR Ipiranga), Simone Simões (UGR Itaquera), Amarildo Miguel (UGR São Mateus), Fábio Leal (Sanepar – Gerência Geral Região Sudeste), Antônio Gil Fernandes (Sanepar – Gerência Industrial Londrina) e Bráulio Lozano Leonel (Sanepar – Gerência Regional Cornélio Procópio). A moderadora foi Maria Aparecida.

“É fantástica a ideia de juntar dois grandes eventos. É um evento muito rico com a presença das grandes empresas de saneamento. Cada minuto aqui é de extrema importância e focado na excelência para o saneamento no Brasil. Valeu muito a pena, que esse modelo possa ser repetido nos próximos anos com a união da Rio Water Week e o PNQS”, disse Alaíde Barbosa Martins, representante da Saneaqua Mairinque.



O segundo painel trouxe uma discussão com fornecedores referente aos benefícios para o setor de saneamento com a adoção do Modelo do Selo sob a moderação de Samantha Souza, da Câmara Técnica Prestação de Serviço e Relacionamento com Cliente. Estiveram presentes neste painel Fábio dos Santos (Auton Soluções Ambientais), Luciana Pinheiro (Construtora Rezende), Paulo César Daher (CTL Engenharia Ltda),Cláudia Trindade (Fundação Sanepar de Previdência a Assistência Social), Otaviano Maluf (Globalsan Saneamento e Construções), Ângelo Pereira (GMF Gestão de Medição e Faturamento), Juliana Almeida Dutra (Deep) e Jonas Borba (Loksan).

Cláudia Trindade, presidente da Fundação Sanepar de Previdência a Assistência Social, participou do debate e reiterou a necessidade da adoção do Modelo de Gestão por parte de empresas e governo como uma “ferramenta de gestão para desenvolvimento do saneamento ser ainda maior”. Para ela, a aplicação do modelo resultaria em uma melhor eficiência no atendimento. “Há disparidade de um local para o outro no saneamento. Tem lugares e empresas que o nível de atendimento é alto e que conseguem atender os clientes. Tem casos de não conseguirem atender e ter um bom nível de saneamento por não ter uma gestão eficiente. A ABES prega eficiência e está de parabéns, com a questão de os fornecedores entrarem no modelo e na premiação. A cadeia de fornecimento tende a melhorar, trazendo bem-estar e saúde para a população do Brasil”, declara.



Ainda teve a palestra sobre “Cultura e Gestão da Mudança Organizacional”, ministrada pela professora Dra. Carmen Migueles. O encontro reuniu públicos de diversos lugares do Brasil e do mundo discutindo temas importantes e celebrando mais um ciclo do prêmio.

 
 

Já o Painel III “Como manter a cultura da excelência na organização” contou com as participações de Paulo Massato, diretor metropolitano da Sabesp, Ronaldo Coppa, da UGR Mooca, Marco Antônio Barros, Sabesp – MA, Márcio Gonçalves, Sabesp – ML e Aurélio Fiorindo, da Sabesp – MO. A moderação foi feita por Maria Angela Dumont Sargaço, do CNQA.

“Quero parabenizar à ABES através do seu presidente Roberval Tavares por sediar e conseguir organizar maravilhosamente esse evento da Rio Water Week. É uma oportunidade de as empresas estarem discutindo a evolução no setor de saneamento”, afirma Paulo Massato.



Finalistas do IGS

No período da tarde, foram anunciados os finalistas da categoria Inovação em Gestão no Saneamento – IGS, iniciativa voltada a práticas gerenciais de destaque nas organizações.

O IGS abrange práticas gerenciais inovadores, em qualquer um dos processos gerenciais. Neste ano, foram reconhecidas 12 finalistas com placas.



“Para mim, foi um privilégio poder, na verdade, representar uma equipe que foi de mais de 100 pessoas neste projeto. É um privilégio poder participar desta equipe e é gratificante poder ser reconhecida, porque a gente já trabalha há muitos anos em projetos e aí quando tem a oportunidade de reconhecimento você tem mais gana para o ano que vem fazer ainda mais”, orgulha-se Daliana Aparecida Alves Lucena, da Sabesp – CM, uma das finalistas do IGS.

“É muita emoção, difícil da gente até falar, mas vou te falar uma coisa, se não tivesse sido finalista, só o fato de estar aqui apresentando já teria valido a pena. Ser finalista, já valeu a pena. E para mim um prêmio maior foi quando eu subi no palco e o Schauff falou para mim umas três vezes “o seu trabalho é ótimo, o seu case está excelente”, isso para mim já foi um prêmio. Só tenho de agradecer a Deus, a empresa Sabesp que proporciona essas oportunidades e a ABES”, valoriza Anilsa Assis Campos Lima, da Sabesp – MN, também finalista do IGS.

FINALISTAS IGS

 1. AGLAB – AGÊNCIA LABORATÓRIO DE ATENDIMENTO: AMBIENTE PROPÍCIO DESENVOLVIDO PARA APLICAÇÕES TECNOLÓGICAS EM CANAIS DE ACESSO: SABESP – SUPERINT. COMERCIAL E DE RELACIONAMENTO COM CLIENTE –  DALIANA APARECIDA ALVES LUCENA

2. ANTECIPAÇÃO DO PRAZO DE PUBLICAÇÃO DAS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS: SANEPAR – GERÊNCIA CONTÁBIL (Gislaine  Chimborski Lopes)

3. AVALIAÇÃO DE EFICÁCIA DAS AÇÕES DE MANUTENÇÃO DAS ESTAÇÕES ELEVATÓRIAS DE ESGOTOS: SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO DE TRATAMENTO DE ESGOTO –  Julia B. Barboza

4. CONTRATOS DE MANUTENÇÃO E CRESCIMENTO VEGETATIVO COM REMUNERAÇÃO VARIÁVEL POR DESEMPENHO – SABESP – DIRETORIA METROPOLITANA (Benemar MovikawaTarifa)

5. GESGOTO – GESTÃO DA COLETA DE ESGOTOS – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO OESTE  (Ana Carolina Mariano Dimitruk)

6. GESTÃO DA QUALIDADE COM FOCO NO CLIENTE E RESULTADOS DE EXCELÊNCIA – SANEPAR – TOLEDO (Carlos Leandro Alves Pires)

 7. GESTÃO DE ESGOTO CLASSE MUNDIAL – SABESP UGR JARDINS (Fabiano de Andrade Teixeira)

8. INOVAÇÃO DA SISTEMÁTICA DE GESTÃO PROMOVIDA PELA PLATAFORMA REO – SANEPAR – LONDRINA (Julio Kazuhiro Tino)

9. O CLIENTE É NOSSO – GESTÃO INTEGRADA DE SERVIÇOS COMERCIAIS E OPERACIONAIS – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO NORTE (Anilsa Assis Campos Lima)

10. PROESGOTO – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO NORTE (Claudio Ferreira dos Santos)

11. SANEAMENTO ALÉM DO BÁSICO – SABESP – URG SÃO MATEUS (Pedro Geraldo de Oliveira)

12. TALENTOS INTERNOS DESENVOLVENDO EAD – SABESP – DIRETORIA METROPOLITANA (Débora Ricarte Silva)

VENCEDOR IGS

Case: AgLab – agencia laboratório de atendimento ambiente propício desenvolvido para aplicações tecnológicas em canais de acesso

Autora – Daliana Aparecida Alves Lucena – SABESP CM

Finalistas do PEOS

Já na modalidade Eficiência Operacional no Saneamento – PEOS, oito cases foram reconhecidos sob os temas “Gestão de Perdas” e “Gestão Comercial”. O público vibrou com o resultado valorizando colegas de trabalho que se esforçam diariamente na empresa. No próximo ano, os temas dos PEOS serão Esgotamento Sanitário e Perdas, conforme revelou Márcio Romero, secretário do CNQA, antes da entrega das placas.



“Sensação de orgulho por estar representando um grande time, que é o time da Unidade de Negócio Oeste – MO.  Orgulho também de você ter feito um trabalho e ser reconhecido todo o esforço que tem das pessoas que estão envolvidas nessa questão. Nossos resultados são realmente fruto do esforço de todos os colaboradores e você ver isso refletido num prêmio é muito gratificante”, exalta Alessandro Muniz Paixão, da Sabesp – MO, um dos finalistas no PEOS.

“É um reconhecimento de uma longa jornada, a gente para estar aqui não começamos ontem. Começamos há vários anos atrás e eu estou aqui representando um grupo, então não é a minha vitória, é a vitória de um grupo todo que é da Unidade de Negócio Centro”, compartilha Débora Soares, da Sabesp – MC, finalista da categoria PEOS.

Confira a lista completa dos finalistas da categoria PEOS:

TEMA – GESTÃO COMERCIAL:

1. DESAFIOS PARA IMPLANTAÇÃO DE PADRÃO OPERACIONAL NA EXECUÇÃO DE REDE COLETORA DE ESGOTO EM ÁREA DE ALTA VULNERABILIDADE SOCIAL – CASE COMUNIDADE BARACELA – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO NORTE (Ricardo Sacristan Ferrari)

2. INCREMENTO DE RECEITA NO SEGMENTO GRANDES CONSUMIDORES – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO OESTE (Bruno Luis Lima de Carvalho)

3. OPERAÇÃO VENDAS: INCREMENTANDO A RECEITA DA UNIDADE DE NEGÓCIO – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO OESTE (Renato Aparecido Lima dos Santos)

TEMA – GESTÃO DE PERDAS:

1. AUMENTO DA EFICIÊNCIA OPERACIONAL NOS SETORES DE ABASTECIMENTO DA UGR SANTANA COM REDUÇÃO DE PERDAS EM ÁREAS DE ALTA VULNERABILIDADE SOCIAL POR MEIO DE CONTRATO DE DESEMPENHO – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO NORTE (Ligia da Silva Gomes dos Reis)

 2. MASPP – PRINCÍPIO ORGANIZACIONAL DA GGNO – SANEPAR – GERÊNCIA GERAL NOROESTE (Luciano Ferreira Silva)

 3. PROGRAMA DE PERDAS DA UNIDADE DE NEGÓCIO OESTE – GARANTINDO A DISPONIBILIDADE DE ÁGUA NA ÁREA DE MAIOR CRESCIMENTO NA REGIÃO METROPOLITANA DE SÃO PAULO – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO OESTE (Alessandro Muniz Paixão)

 4. PROGRAMA SOL NASCENTE – SANEAGO – GRS PALMEIRAS (Marceles de Almeida Costa)

 5. PRP – PLANO REGIONAL DE PERDAS: CELERIDADE, INTEGRAÇÃO E INOVAÇÃO NA REDUÇÃO DAS PERDAS – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO CENTRO (Débora Soares).

VENCEDOR PEOS – Tema gestão Comercial

Case: operação vendas: incrementando a receita da unidade de negócio.

Autor – Renato Aparecido Lima dos Santos – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO OESTE

 VENCEDOR PEOS – Tema Gestão de perdas

Case: programa de perdas da unidade de negócio oeste – garantindo a disponibilidade de água na área de maior crescimento na região metropolitana de são paulo

Autor – Alessandro Muniz Paixão – SABESP – UNIDADE DE NEGÓCIO OESTE      

O ciclo 2018 do Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento se encerra com o sentimento de dever cumprido e disposto a engajar o setor ainda mais para os próximos anos. Fica a expectativa do aprimoramento em todos os seus processos, inovações e atendimento aos clientes. Um evento para engradecer o saneamento e ficar na lembrança de todos os presentes.

Comentários desta notícia

Publicidade