REVISTA TAE - Desinfecção da água garante utilização segura em diferentes segmentos
Esta notícia já foi visualizada 799 vezes.



Desinfecção da água garante utilização segura em diferentes segmentos

Data:11/12/2018
Fonte: www.noticias.dino.com.br

A desinfecção da água reduz as impurezas, de maneira a resultar em uma água dentro dos parâmetros desejáveis para cada utilização.




A água é um recurso natural necessário para a sobrevivência humana, seja para a ingestão propriamente dita ou para irrigação, confecção de alimentos, roupas e equipamentos utilizados no dia a dia. Porém, para cada finalidade é exigido um tratamento diferenciado, já que ela apresenta uma série de partículas que podem influenciar negativamente os processos da indústria ou mesmo o funcionamento do organismo. Sendo assim, existem vários processos que a torna própria para ser aproveitada e um deles é a desinfecção da água.

Por mais pura que a água seja coletada da natureza, ela ainda precisará de tratamento para que possa ser utilizada com segurança, pois é inevitável o contato com gases e compostos, sem contar na própria poluição causada pelas pessoas. As características da água são divididas entre organolépticas (perceptíveis pelos seres humanos) e físico-químicas (as imperceptíveis a olho nu). O principal objetivo do tratamento de desinfecção da água é a redução das impurezas em ambas as classificações, de maneira a resultar em uma água dentro dos parâmetros desejáveis para cada utilização.

Vários são os processos necessários para a desinfecção da água, a começar pelo filtro de eliminação de grandes resíduos. Em seguida, são adicionados produtos químicos para que as partículas e moléculas de sujeira que acabaram passando possam ser definitivamente extintas. Segundo o relatório Conjuntura dos Recursos Hídricos 2017 da Agência Nacional de Águas (ANA), mais da metade da água consumida no Brasil é na irrigação (67,2%), seguido da indústria (9,5%). O abastecimento urbano corresponde a 8,8% e o rural a 2,4%, abastecimento animal 11,1%, mineração 0,8%, e as termelétricas 0,3%.

De acordo com a Asstefil , especialista em sistemas de tratamento de água e filtragem , a desinfecção da água requer a utilização de equipamentos específicos para tal finalidade. "Várias são as soluções para esse tipo de tratamento, uma vez que dependendo do uso, as exigências podem mudar. Para realizar um trabalho de qualidade é preciso destinar recursos à equipamentos e profissionais especializados, de modo a realizar os procedimentos necessários com o que for mais adequado", orienta. A responsabilidade da desinfecção da água para consumo é dos órgãos reguladores e de distribuição dos municípios. Para as demais finalidades é importante contar com especialistas, como alerta a empresa.

Os instrumentos medidores e controladores, por exemplo, são capazes de obter os seguintes parâmetros: pH, Redox (ORP), Cloro, Condutividade, Ozônio, Dióxido de Cloro, Peróxido de Hidrogênio e Ácido Peracético. Outra possibilidade de desinfecção da água apresentada pela empresa é a realizada pelo processo de luz ultravioleta. Extremamente rápido, por meio dele a água passa por uma câmara em aço inoxidável em uma velocidade controlada, permitindo que a luz UV modifique o DNA do microrganismo, o que irá impedir sua reprodução.

Não realizar a desinfecção da água pode causar uma série de consequências graves. Nos processos industriais ela tem grande influência sobre a durabilidade das máquinas e quando se trata da produção alimentícia, isso pode implicar na contaminação dos produtos. A água destinada ao consumo direto da população, se não estiver dentro dos devidos parâmetros, os deixa em situação de vulnerabilidade a contrair doenças como a giardíase e a leptospirose.



Website: https://www.asstefil.com.br/

Comentários desta notícia

Publicidade