REVISTA TAE - FAMBRAS inaugura estação de purificação de água para população de alta vulnerabilidade social em Parelheiros, extremo sul de São Paulo
Esta notícia já foi visualizada 909 vezes.



FAMBRAS inaugura estação de purificação de água para população de alta vulnerabilidade social em Parelheiros, extremo sul de São Paulo

Data:13/12/2018
Fonte: www.maxpress.com.br

Projeto “Água, Saúde & Vida” pretende instalar estações em outros três estados do país, além do Distrito Federal. Aparelho que purifica a água utiliza raios ultravioleta, que elimina até 99,5% das bactérias e fungos


A FAMBRAS, Federação das Associações Muçulmanas do Brasil, com a entidade emiradense "Mohammed Bin Rashid Global Initiatives" – que apoia cerca de 1,4 mil programas de desenvolvimento humano em mais de 116 países ao redor do mundo - inaugurou na segunda-feira, 10 de dezembro, o primeiro posto do Projeto “Água, Saúde & Vida” em Marsilac, região de Parelheiros. O objetivo do Projeto é oferecer água potável a populações que vivem em alta vulnerabilidade social por meio de conscientização e ações práticas. 

Segundo informações da Organização das Nações Unidas (ONU), a falta de água contribui para a morte de mais de dez milhões de pessoas por ano por insalubridade ou por fome ou sede. São numerosas as doenças que aparecem como consequência da poluição hídrica e também as que derivam da falta deste recurso para criar condições de acesso aos bens alimentares.

De acordo com o vice-presidente da FAMBRAS, Ali Zoghbi, a ideia do projeto é aproveitar as águas subterrâneas para potencializar o abastecimento de pequenas comunidades e núcleos populacionais com água potável. “É um projeto de fácil operação, manutenção e baixo custo. Sem contar a grande contribuição que dá para minimizar os problemas de escassez hídrica, especialmente onde não há saneamento básico”.

A tecnologia – O projeto “Água, Saúde & Vida” utiliza o purificador de água Ecolágua, criado por Roland Vetter, pesquisador do Instituto Nacional de Pesquisa da Amazônia (Inpa). A tecnologia utiliza raios ultravioleta (UV) para purificar água de rios e torná-la potável em poucos segundos. O engenheiro sanitarista Delduque Martins, diretor de projetos da FAMBRAS, foi o responsável pela adaptação do sistema e viabilização da instalação em comunidades. 

O Ecolágua é capaz de purificar até 400 litros de água por hora. A eficiência de eliminação é de até 99,5% das bactérias e fungos da água. O aparelho, que pesa 13 quilos, contém uma lâmpada de luz ultravioleta, acondicionada num tubo metálico. Quando a água passa por ele, recebe o ultravioleta e sai desinfetada. A lâmpada e a bateria do aparelho duram, em média, de três a quatro anos.  

A energia que abastece o Ecolágua é solar – captada por painéis. Abastece uma bateria instalada no equipamento que assegura o seu funcionamento mesmo na ausência de luz ou em dias chuvosos. A FAMBRAS pretende instalar outros aparelhos como este nos Estados de Alagoas, RJ, Pernambuco e também no DF. 

Comentários desta notícia

Publicidade