REVISTA TAE - Companhias chinesas pretendem investir no setor de saneamento básico do Brasil

Esta notícia já foi visualizada 690 vezes.

Companhias chinesas pretendem investir no setor de saneamento básico do Brasil

Data:18/12/2018- Fonte:www.abconsindcon.com.br

Grupos chineses planejam dar os primeiros passos no setor de saneamento básico no Brasil, com negociações nos segmentos de água, esgoto e resíduos. Ao menos três empresas estão interessadas em comprar obras paralisadas na área, segundo analistas.

“Elas têm buscado concessões de médio porte no primeiro momento. A ideia é tatear o mercado antes de fazer investimentos maiores”, diz Daniel Lau, especialista da companhia KPMG em negócios com o país asiático. A estratégia, afirma ele, seguiria o exemplo das empresas de eletricidade ao entrar no país. Elas começaram com ativos menores e hoje têm participação relevante.

Desde 2016, companhias chinesas investiram cerca de R$ 90 bilhões no Brasil, principalmente nas áreas de energia elétrica, óleo e gás. A CGGC (China Gezhouba Group Company) se tornou pioneira no saneamento ao comprar, em maio, os direitos do consórcio do sistema produtor São Lourenço, responsável por abastecimento de água em São Paulo. A empresa mira novos ativos, diz um analista.

Outra empresa apontada como interessada em entrar no mercado é a Fosun, que já está no País, porém na área de finanças. A Datang e a CCCC, que também tem presença no mercado brasileiro, seriam outras que estariam analisando ativos.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade