REVISTA TAE - Governo e Banco Mundial avaliam projetos de gestão hídrica do Estado

Esta notícia já foi visualizada 597 vezes.

Governo e Banco Mundial avaliam projetos de gestão hídrica do Estado

Data:17/01/2019- Fonte:www.cagepa.pb.gov.br

Dirigentes da Companhia de Abastecimento de Água e Esgoto da Paraíba (Cagepa), da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) e da Secretaria de Estado da Infraestrutura, dos Recursos Hídricos e do Meio Ambiente (Seirhma) se reúnem com representantes do Banco Mundial, nesta terça-feira (15), visando análise dos projetos de melhoria da gestão hídrica no Estado da Paraíba. A reunião teve início na segunda-feira (14).

O secretário Deusdete Queiroga informou que esta é uma reunião que ocorre a cada dois meses para avaliar o andamento dos projetos. “A previsão é que o projeto de resolução seja encaminhado pela Casa Civil da Presidência da República ao Senado Federal em fevereiro, para aprovação, e em seguida por parte da diretoria do Banco Mundial, em Washington. E a expectativa é que o Governo do Estado possa assinar o contrato em junho de 2019. Portanto, essa reunião tem como objetivo o avanço nos projetos para que logo que sejam aprovados já possam ser iniciadas as ações que estão previstas no financiamento e algumas obras possam ser licitadas e iniciadas em 2019”, adiantou.

Para o representante do Banco Mundial, Marcos Thadeu Abicalil, “a Paraíba avançou rápido do ponto de vista técnico na elaboração dos projetos. O processo de preparação teve início em março e em dezembro já foi concluída a primeira fase, considerada rápida para os padrões do Brasil e do Banco Mundial. O Estado da Paraíba tem sido bastante proativo e estou bastante otimista com relação à previsão de início das obras no segundo semestre de 2019”, avaliou Thadeu.

gov reune com banco mundial projeto de gestao hidrica do estado foto clovis porciuncula (5)O projeto tem como objetivo melhorar a gestão hídrica no Estado da Paraíba, aumentando a disponibilidade hídrica na região do semiárido e melhorando a qualidade dos serviços de gestão dos recursos hídricos e saneamento na região metropolitana de João Pessoa. O projeto tem um custo total estimado de US$ 218,3 milhões, sendo US$ 138,1 milhões de empréstimo do Banco Internacional de Reconstrução e Desenvolvimento (Banco Mundial) e US$ 80,2 milhões de dólares de contrapartida estadual.

O PSH contemplará ainda a reestruturação institucional da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) e da Agência Executiva de Gestão das Águas (Aesa), bem como permitirá o reordenamento do esgoto de João Pessoa, ampliando a capacidade de tratamento da Cagepa na Capital.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade