REVISTA TAE - Cagece realiza obra para garantir abastecimento de Cascavel

Esta notícia já foi visualizada 368 vezes.

Cagece realiza obra para garantir abastecimento de Cascavel

Data:28/01/2019- Fonte:www.cagece.com.br

O serviço trata-se da implantação de uma adutora com extensão de 21 km que beneficiará mais de 55 mil habitantes.

A Cagece está executando uma obra emergencial no município de Cascavel, para garantir o abastecimento da população local. O serviço trata-se da implantação de uma adutora com extensão de 21 km, que irá captar água no trecho IV do Eixão das Águas para abastecer a cidade. A melhoria conta com investimento de aproximadamente R$ 7,5 milhões, com recursos provenientes da Tarifa de Contingência, e beneficiará mais de 55 mil habitantes.

Cerca de sete quilômetros já foram implantados da nova adutora. A previsão para conclusão do serviço é abril deste ano. O caráter de emergência da obra se deve ao fato da principal fonte de captação de Cascavel, o açude Mal Cozinhado, estar com menos de 2% de sua capacidade de armazenamento.

Em decorrência da falta de recarga hídrica no manancial durante o ano de 2018, a Cagece realiza medidas para preservar o açude Mal Cozinhado por mais tempo. Uma delas, foi tornar independente o abastecimento de Beberibe. Este município era também por esta fonte de captação. “Hoje, através da construção de poços, a Cagece em parceria com a Secretaria de Recursos Hídricos, conseguiu tornar autônomo o sistema de água de Beberibe”, afirma o superintendente de Negócio Norte da Cagece, Carlos Salmito.

Além da implantação da adutora, a companhia construiu uma nova Estação de Tratamento de Água, ao lado do açude Mal Cozinhado. A mesma possui tecnologia moderna de dupla filtração para o tratamento da água e conta ainda com uma Estação de Tratamento de Resíduos Gerados, que irá possibilitar reutilizar a água de lavagem dos filtros.

Conforme o gerente da Unidade de Negócio Bacia Metropolitana da Cagece, Eduardo Gonçalves, estrategicamente, no prazo de três semanas, o município de Cascavel contará com o açude Pacajús como fonte de captação temporária, até que a obra da nova adutora seja concluída. “Para isso, será feito um injetamento da tubulação da companhia no equipamento adutor da Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (Cogerh), localizado no distrito de Guanacés, que capta água deste manancial”, afirma.

Com esta medida, já no mês de fevereiro, a companhia irá reduzir o volume captado do açude Mal Cozinhado de 170 m³ para 100 m³, como forma de preservá-lo por mais tempo.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade