REVISTA TAE - Instituto Iguá de Sustentabilidade propõe um novo modelo de atuação para a universalização do saneamento
Esta notícia já foi visualizada 801 vezes.



Instituto Iguá de Sustentabilidade propõe um novo modelo de atuação para a universalização do saneamento

Data:04/02/2019
Fonte: www.maxpress.com.br

Idealizada pela Iguá Saneamento, entidade atua de forma multisetorial, reunindo esforços de diversas empresas e organizações para a causa do saneamento

O cenário de falta de saneamento no Brasil ainda se configura como um dos grandes desafios para o estabelecimento do bem-estar da população e da preservação do meio ambiente. Para equacioná-lo, o país precisará contar com a participação de novos atores no setor, assim como de novas soluções tecnológicas.


Estas premissas nortearam a criação do Instituto Iguá de Sustentabilidade, uma iniciativa que nasce com uma missão ambiciosa: contribuir para a universalização do saneamento no Brasil por meio da promoção da inovação e da educação para o desenvolvimento sustentável. Para isso, pretende desenvolver um modelo de investimento social privado autossustentável e que crie condições para potencializar seus impactos, através da criação de um fundo setorial, inspirado nos conceitos de Venture Philanthropy. Também está prevista a criação de programas educacionais inovadores que possibilitem a valorização da água em todo o seu ciclo e criem incentivos para a mudança de comportamento do consumidor.


O Instituto Iguá é uma associação sem fins lucrativos, de direito privado, que nasce de forma independente, atuando em sinergia com outras empresas, investidores e organizações da sociedade civil e governamentais, multiplicando o impacto de suas atividades e buscando formas inovadoras de resolver antigos problemas. O nome Iguá é uma referência direta ao universo de atuação da entidade: em tupi-guarani, “ig” que dizer água.


O Instituto possui estrutura formada por um Conselho de Administração, composto por acionistas e diretores da Iguá Saneamento e especialistas do setor, tais como Gesner Oliveira, ex-presidente da Sabesp e do Cade, e Ricardo Voltolini, diretor-presidente da consultoria Ideia Sustentável. Renata Ruggiero Moraes, executiva com 19 anos de experiência à frente de institutos e áreas corporativas de sustentabilidade, estará na presidência. “Nossa visão é voltada para a causa e a abordagem é multisetorial. A complexidade e a dimensão dos desafios socioambientais são tão grandes que nenhum ator conseguirá gerar impacto significativo atuando isoladamente”, explica Renata Moraes.


Programa Aliança Água + Acesso
A ação inaugural do Instituto Iguá se dá a partir da adesão ao programa “Aliança Água + Acesso”, uma iniciativa de impacto coletivo que integra 14 organizações no país com o objetivo de contribuir para ampliar o acesso à água tratada e ao saneamento em comunidades rurais de forma sustentável.

A participação do Instituto Iguá na “Aliança Água + Acesso” implica no investimento de recursos financeiros e horas de apoio técnico, com o envolvimento da equipe do Instituto Iguá e da Iguá Saneamento. Além disso, haverá a participação do instituto na Governança do programa, contribuindo com a mobilização para a causa e a atração de novos parceiros.

Lançada em 2017, a partir de uma iniciativa do Instituto Coca-Cola Brasil, a “Aliança Água + Acesso” já beneficia aproximadamente 40 mil pessoas, de 100 comunidades distribuídas por oito estados brasileiros. Além do Instituto Iguá e do Instituto Coca-Cola Brasil, que participam como coinvestidores, integram a iniciativa a Fundação Avina, a World-Transforming Technologies (WTT) e o Instituto Trata Brasil, como organizações de apoio, além de nove organizações sociais com ampla atuação em comunidades nas regiões atendidas: SISAR-CE, SISAR PI, Central de Associações (BA) Projeto Saúde e Alegria (PA), Fundação Amazonas Sustentável (AM), Cáritas de Pesqueira (PE), ABES-ES, ASPROC (AM) e CPCD (MG).

Comentários desta notícia

Publicidade