REVISTA TAE - Obras no Sistema Passaúna são garantia de abastecimento futuro

Esta notícia já foi visualizada 744 vezes.

Obras no Sistema Passaúna são garantia de abastecimento futuro

Data:11/02/2019- Fonte:Sanepar

A Sanepar está executando desde abril obras previstas no Plano Diretor e requerem paradas temporárias na produção de água

As obras que estão sendo executadas pela Sanepar no Sistema Passaúna estão previstas no Plano Diretor do Sistema de Abastecimento de Água Integrado de Curitiba e Região Metropolitana (SAIC), que já definiu as obras de saneamento necessárias para assegurar o abastecimento com água potável e o serviço de coleta e tratamento de esgoto até o ano de 2040. Para isso, estão previstos investimentos de mais de R$ 500 milhões nos próximos anos em toda a RMC.

No Sistema Passaúna, que fornece água para mais de 800 mil pessoas de Curitiba e Região Metropolitana, os investimentos somam mais de R$ 6 milhões. As obras tiveram início em abril de 2018 e agora estão numa nova fase, o que requer redução temporária da produção de água, afetando o abastecimento de algumas regiões.

Na primeira fase da obra, teve início a construção de uma nova estação elevatória, que vai enviar maior volume de água para reservatórios do Sistema Passaúna. Já foi impermeabilizada uma das 4 câmaras que compõem o reservatório de água potável e iniciados os trabalhos de reforma dos filtros da Estação de Tratamento de Água (ETA) Passaúna.

Nesta nova fase, as obras são de recuperação do reservatório de distribuição, que armazena 18 milhões de litros de água potável, substituição de válvulas, melhorias no sistema elétrico e nos módulos de tratamento. Já foi feita a reforma dos floculadores, tanques onde ocorre a etapa inicial do tratamento. Também está em reforma o sistema elétrico da ETA, com substituição do transformador, além da troca do registro das câmaras do reservatório de água potável.

“São obras necessárias e fundamentais para o abastecimento de água até 2040. Foram planejadas em estudos que projetam a população ao longo desses 30 anos, calculando consumo e demanda. Todos esses estudos compõem o Plano Diretor do Sistema Integrado. A Sanepar trabalha com planejamento a longo prazo justamente para garantir continuidade do abastecimento e segurança operacional. Não é possível fazer essas obras com o sistema em funcionamento. Mas são interrupções temporárias com períodos que preveem retorno suficiente para alimentar as caixas d’água domiciliares que, lembramos, devem ter volume para suprir 24 horas de consumo”, afirma a gerente de Produção de Água de Curitiba, Rita Becher.

A conclusão das obras do Sistema Passaúna está prevista para junho. Mas os serviços que requerem parada no abastecimento devem ser concluídos ainda em fevereiro.

+ Saiba Mais

Comentários desta notícia

Publicidade