REVISTA TAE - ABES-SP participa de Encontro com Fornecedores de Serviços e de Engenharia 2019 da Sabesp
Esta notícia já foi visualizada 892 vezes.



ABES-SP participa de Encontro com Fornecedores de Serviços e de Engenharia 2019 da Sabesp

Data:15/07/2019
Fonte: ABES

Suely Melo


Por Suely Melo

Nesta sexta, 12 de julho, o presidente da Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental Seção São Paulo (ABES-SP), Márcio Gonçalves de Oliveira, esteve presente no “Encontro com Fornecedores de Serviços e de Engenharia 2019”, promovido pela Diretoria Metropolitana da Sabesp. O evento foi realizado na Sabesp Ponte Pequena, na capital paulista.

Márcio integrou o Painel “Visão do Mercado de Serviços de Engenharia”, que também contou com apresentações de: Luiz roberto Gravina Pladevall, vice-presidente da ABES-SP e presidente da Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente (APECs), Viviana Borges, presidente da Associação dos Engenheiros da Sabesp (AESabesp); Fernando Jardim Mentone, presidente da Regional SP do Sindicato Nacional das Empresas de Arquitetura e Engenharia Consultiva (SINAENCO); e Carlos Eduardo Lima Jorge, presidente da Associação Paulista de Empresários de Obras Públicas (APEOP-SP).



Márcio abriu sua apresentação destacando para os presentes que a ABES promove uma discussão política e técnica no setor. “Nossa missão é promover a melhoria da qualidade de vida do meio ambiente. E nossa visão é ser reconhecida como a principal entidade do setor de saneamento ambiental. Nossos valores são ética e transparência nas relações, comprometimento e voluntariado”, pontuou.

Câmaras Técnicas

O presidente da ABES-SP mencionou as seis Câmaras Técnicas da seção, nas quais são discutidos os vários segmentos da área: CTs Educação Ambiental, Meio Ambiente, Mudanças Climáticas, Recursos Hídricos, Resíduos Sólidos, Saúde Pública e Saúde em Comunidades Isoladas. De acordo com Márcio, estão sendo abertas duas novas câmaras técnicas, uma de Arbitragem e outra de Compliance e Gestão.

“Recentemente publicamos um livro sobre Resíduos Sólidos [“Saneamento Ambiental e Saúde do Catador de Material Reciclável”, com participação da sociedade e do Movimento dos Catadores. Um importante documento que não existia no Brasil”, ressaltou e adiantou que a Câmara Técnica de Saúde em Comunidades Isoladas também irá lançar um livro com experiências e cases exitosos de como fazer o devido tratamento e coleta de esgoto em comunidades de isoladas.



Cursos

Márcio falou também dos cursos presenciais e virtuais realizados pela seção, com participantes de empresas públicas e privadas, e com presença de especialistas de fora do Brasil. “Já tivemos um professor espanhol e agora teremos, brevemente um português”, enfatizou. “Tivemos, nos últimos anos, mais de 725 pessoas treinadas nos cursos presenciais”, completou.

 Na plataforma virtual, explicou o engenheiro, a Uniabes  tem uma gama de cursos, que são bem vistos e bem avaliados por quem está fazendo, como o de Regulação. “As pessoas estão fazendo os módulos 1, 2 e 3. É um ótimo curso. Todos os cursos virtuais da Uniabes são muito bons”, frisou.

Papel importante da crise hídrica

A ABES tem esse papel de abrir e promover a discussão. É uma casa que é de todos. Não é só do público nem do privado. É para todos e de todos e envolve também a parte social, como a participação do Movimento dos Catadores na CT de Resíduos Sólidos”, destacou e lembrou que a entidade, com seus 53 anos de vida, conta com mais de 10 mil associados pelo Brasil – mais de 2 mil só em São Paulo.

“Todos os dias temos discussão do saneamento”, frisou o presidente da ABES-SP, lembrando da crise de escassez hídrica (2014/2015), que atingiu severamente a Região Metropolitana de São Paulo. Segundo ele, na ocasião, por meio da Câmara Técnica de Recursos Hídricos “conseguimos discutir tecnicamente quais seriam as melhores soluções para a crise hídrica, com mais de 10 eventos realizados em 12 meses”.



Congressos e simpósios

O engenheiro falou ainda sobre o Congresso ABES/Fenasan 2017 e o Congresso da ABES em Natal, realizado em junho deste ano. “Muitos aqui tiveram a oportunidade de participar e debater sobre os temas do saneamento”, salientou e citou também o Silubesa – Simpósio Luso-Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental, que é realizado em parceria com a Associação Portuguesa de Engenharia Sanitária e Ambiental (APESB) e a Associação Portuguesa de Recursos Hídricos (APRH) e acontece alternadamente entre Brasil e Portugal, a cada ano. E o Sibesa – Simpósio Ítalo Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambienta nos mesmos moldes, intercalando, anualmente, a realização entre Brasil e Itália.

“Venham fazer parte da ABES para melhorarmos a discussão, a gestão, a tecnologia do setor no Brasil”, convidou.

Sobre o evento

Ao final do encontro, Márcio comentou sobre a participação da entidade. “A ABES-SP veio participar desse importante evento da Diretoria Metropolitana da Sabesp, para mostrar o que pratica no dia a dia, que é o compartilhamento de sugestões, de treinamentos e de propostas de melhorias do setor de saneamento, envolvendo as partes interessadas: o operador, o projetista, o usuário, o professor”, afirmou. “A ABES-SP veio compartilhar um pouco de suas ações e contribuir com propostas. Agradeço pelo convite e a ABES-SP está sempre à disposição para participar com a Sabesp desses eventos”, concluiu. 

 
 

Comentários desta notícia

Publicidade