REVISTA TAE - Comitês PCJ reúnem 400 pessoas para as eleições das coordenações das Câmaras Técnicas
Esta notícia já foi visualizada 1646 vezes.



Comitês PCJ reúnem 400 pessoas para as eleições das coordenações das Câmaras Técnicas

Data:19/07/2019
Fonte: Assessoria de imprensa

Evento ocorreu na Fumep, em Piracicaba, na manhã desta quinta-feira, 18 de julho

 

Mais de 400 pessoas participaram das eleições para as coordenações de 11 Câmaras Técnicas (CTs) dos Comitês das Bacias Hidrográficas dos rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí (Comitês PCJ) nesta quinta-feira (18/07/2019).  A atividade aconteceu no Salão Nobre e outras 11 salas da Fumep (Fundação Municipal de Ensino de Piracicaba) e contou com a presença do prefeito de Piracicaba e presidente dos Comitês PCJ, Barjas Negri.

 

Durante a abertura, na qual houve a posse dos membros nas CTs, Barjas Negri destacou a atuação da entidade na gestão dos recursos hídricos. “Lamentavelmente o Brasil é devedor na área de saneamento e, consequentemente, de saúde pública da população. Nós, do Comitês PCJ, somos exemplos para o país. Pela forma como suas Câmaras Técnicas funcionam e o modo como os prefeitos e técnicos atuam deram resultado ao longo de mais de 20 anos", afirmou o prefeito de Piracicaba. “O comprometimento dos membros dos Comitês PCJ, que pressiona, mas também planeja, fez com que tivéssemos um Plano de Bacias elevado, com metas a serem cumpridas. São mais de mil pessoas comprometidas com o meio ambiente, recursos hídricos e  sustentabilidade. Tenho orgulho de fazer parte deste time”, completou Barjas Negri.

 

As câmaras técnicas desempenham um papel estratégico nos processos de discussão dentro dos Comitês PCJ. “As CTs são a base de sustentação e de fornecimento de informações para as tomadas de decisões dos Plenários dos Comitês PCJ”, ressaltou o secretário executivo dos Comitês PCJ, Luiz Roberto Moretti.

Cada uma das câmaras elegeu seu coordenador, coordenador-adjunto e secretário para a gestão 2019-2021. A posse da coordenação aconteceu logo após a eleição, com a definição da agenda de reuniões para os próximos dois anos, a criação ou recomposição de grupos de trabalho e a organização para a elaboração do Plano de Trabalho da CT. As câmaras técnicas que elegeram suas coordenações foram as de Outorgas e Licenças (CT-OL); Conservação e Proteção dos Recursos Naturais (CT-RN); Monitoramento Hidrológico (CT-MH); Integração e Difusão de Pesquisas e Tecnologias (CT-ID); Águas Subterrâneas (CT-AS); Saneamento (CT-SA); Saúde Ambiental (CT-SAM); Educação Ambiental (CT-EA); Uso e Conservação da Água no Meio Rural (CT-Rural); Plano de Bacias (CT-PB) e Uso e Conservação da Água na Indústria (CT-Indústria).

25 ANOS

Os Comitês PCJ completaram 25 anos em 2018 e são formados por 12 Câmaras Técnicas. As CTs integram o processo de gestão descentralizada e participativa desenvolvido nos colegiados, que abrange o território de 71 municípios, sendo 66 paulistas e cinco mineiros.

Cada uma das 11 câmaras técnicas temáticas promove discussões e estudos e sugere ações aos Comitês. Essas Câmaras são formadas por representantes da sociedade civil, usuários dos sistemas de saneamento, empresas, entidades, prefeituras e órgãos dos governos paulista, mineiro e federal.

A única CT para a qual não haverá eleição é a Câmara Técnica de Planejamento (CT-PL), que atua como instância preliminar dos Comitês PCJ na apreciação e consolidação das proposições aos Plenários, tais como programas de ação, priorizações de projetos e obras de interesse local e regional, entre outras competências dos colegiados. A composição da CT-PL, coordenada pelo Secretário-executivo dos Comitês PCJ, Luiz Roberto Moretti, já ocorreu na reunião plenária realizada em 28 de junho deste ano. 
 

Comentários desta notícia

Publicidade