REVISTA TAE - Superintendente assina Ordem de Serviço para retirada do lodo da ETE
Esta notícia já foi visualizada 1345 vezes.



Superintendente assina Ordem de Serviço para retirada do lodo da ETE

Data:19/07/2019
Fonte: www.daaeararaquara.com.br

Aconteceu na manhã de ontem (18/07), a assinatura da Ordem de Serviço para início da retirada do lodo da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) de Araraquara.

A empresa Fos Engenharia fará a retirada de 60 mil m³ de lodo acumulado nas duas lagoas de sedimentação da ETE, através de sucção por draga. O investimento nessa obra será de R$ 2,6 milhões, dos quais R$ 1,5 milhão são recursos do Fehidro (Fundo Estadual de Recursos Hídricos) e R$ 1,1 milhão são recursos próprios do Daae.

“Araraquara foi uma das primeiras cidades do Estado e do Brasil a ter uma estação de tratamento de esgoto. Mas desde 2014 o lodo não é mais tratado. Nós estamos corrigindo um erro e vamos voltar a ter uma eficiência alta”, afirmou o prefeito Edinho.

O superintendente do Daae, Donizete Simioni, ressaltou a importância da ETE para a cidade. “Até 1999, Araraquara não possuía tratamento de esgoto, que era descartado diretamente nos rios. A ETE começou a ser projetada na década de 1990, onde foram investidos R$ 16 milhões para a construção de toda sua estrutura. Hoje, 100% do esgoto da cidade é tratado nessa estação. A retirada do lodo é parte de um processo iniciado em 2017, onde já foram investidos R$ 5,7 milhões para que a ETE volte a operar com a eficiência de 85%, índice registrado no início de sua operação”, pontuou Simioni.

Representando a Câmara Municipal, o vereador e vice-presidente Edio Lopes (PT) parabenizou o Daae pela obra. “Parabéns aos servidores do Daae pelo empenho e pela coragem de fazer este investimento”, afirmou.

Em nome da empresa Fos Engenharia, o engenheiro Fábio Pereira Serafim explicou detalhes da obra e agradeceu ao Daae e à Prefeitura.

Ainda estiveram presentes no evento os vereadores Lucas Grecco (PSB), Edson Hel (PPS), Gerson da Farmácia (MDB), Roger Mendes (Pogressistas), Toninho do Mel (PT) e Paulo Landim (PT); os três diretores do Daae, José Braz Scognamiglio (Técnico-Operacional), Ada Salmazo (Administrativa-Financeira) e Katia Matteo (Gestão Ambiental); além de outros servidores da autarquia.

Comentários desta notícia

Publicidade