REVISTA TAE - Casan mostra como abastecimento está sendo mantido apesar da prolongada estiagem
Esta notícia já foi visualizada 491 vezes.



Casan mostra como abastecimento está sendo mantido apesar da prolongada estiagem

Data:14/08/2019
Fonte: http://www.aesbe.org.br/casan-mostra-como-abastecimento-esta-sendo-mantido-apesar-da-prolongada-estiagem/

Reforçando o agradecimento à população da Grande Florianópolis, que tem colaborado com a economia de água neste período de estiagem, a Companhia Catarinense de Saneamento (Casan) apresentou na manhã do dia 12 uma série de ações estruturais e operacionais que têm permitido manter o abastecimento estável mesmo que há quase três meses não ocorra chuvas significativas na Região Metropolitana.

Os investimentos nos sistemas de abastecimento da região, somente nos últimos quatro anos, superam R$ 100 milhões, incluindo obras estruturais de captação, tratamento, reserva e distribuição. “Apesar do prolongamento da estiagem, conseguimos chegar a uma estabilidade no Sistema Integrado da Grande Florianópolis, o que demonstra que nosso Plano de Ação está apresentando resultados positivos”, explicou o superintendente Regional, engenheiro Joel Pedro Horstmann. “Temos uma infraestrutura instalada que permite interligar os sistemas e, assim, distribuir água de maneira equilibrada”.

Entre as ações operacionais adotadas pela Companhia neste momento de escassez de chuvas está a instalação de um bombeamento sequencial para captação de água no Rio Cubatão, já que o Rio Vargem do Braço (Pilões) está mais afetado pela estiagem. Três bombas instaladas no Rio Cubatão estão ampliando em 360 litros/segundo a captação de água que é distribuída no Sistema Integrado, que atende Florianópolis, Santo Amaro, São José, Biguaçu e Palhoça (que compra água da Casan). 

O Diretor de Operação e Expansão da Casan, Fábio Krieger, demonstrou os principais investimentos que permitiram a instalação de novas adutoras, estações de tratamento e reservatórios (atualmente no Sistema Integrado da Grande Florianópolis são 28 no total).  Krieger mostrou também o planejamento a médio prazo para triplicar a captação de água no Rio Cubatão, passando a 3 mil litros/segundo. Essa ação já passou pelas etapas de estudo de viabilidade e de projeto, devendo entrar em processo de licitação até o final deste ano para operar no primeiro semestre de 2020.

Acompanhe a apresentação e dados neste link

Comentários desta notícia

Publicidade