REVISTA TAE - Etec de Limeira tem ações de conscientização sobre poluição do Ribeirão Tatu
Esta notícia já foi visualizada 553 vezes.



Etec de Limeira tem ações de conscientização sobre poluição do Ribeirão Tatu

Data:14/08/2019
Fonte: https://www.maxpress.com.br/Conteudo/1,983368,Etec_de_Limeira_tem_acoes_de_conscientizacao_sobre_poluicao_do_Ribeirao_Tatu,983368,8.htm

Tendo como público-alvo os estudantes, projeto tem como objetivo conscientizar a população sobre a poluição do rio que corta o município
 
Alunos do terceiro ano do curso técnico de Química integrado ao Ensino Médio da Escola Técnica Estadual (Etec) Trajano Camargo, de Limeira, estão trabalhando para conscientizar a população sobre a poluição do Ribeirão Tatu, afluente que corta o município. O rio está altamente contaminado por esgoto e dejetos industriais lançados nas águas de maneira inadequada. O projeto NanoLab tem como público-alvo outros estudantes da região.

Gabriel Fulanetti, Gabriel Rocha, João Barbosa, Kaynan Rafael de Oliveira Pompeu, Murilo Henrique Granso Pareja e Paulo José dos Santos receberam orientação e coorientação dos professores Gislaine Delbianco e Sérgio Delbianco e apoio das secretarias municipais de Meio Ambiente de Limeira e Cordeirópolis, município vizinho.

Como parte de seu projeto de pesquisa, o grupo fez o monitoramento das águas do ribeirão coletando cinco amostras, da nascente à foz. Para que essa experiência possa ser repetida por outros estudantes, os jovens criaram kits escolares para o teste de potabilidade. Com isso, até escolas que não têm laboratório podem realizar a atividade. Batizado como NanoLab, o mesmo nome do projeto, o kit contém cartilha, aplicativo para celular e site – esses dois últimos estão em fase de desenvolvimento.

“O kit é formado por componentes básicos, tendo em vista que itens mais complexos acarretariam alto custo. São vidrarias simples de laboratório, como erlenmeyers, béqueres e tubos de ensaio, entre outros”, explica Gabriel Rocha. “Os reagentes são de uso cotidiano, como vinagre e bicarbonato de sódio, que podem ser encontrados dentro de casa ou comprados facilmente.” O material também é de fácil transporte, possibilitando sua utilização em aulas externas, acompanhadas de atividades como a coleta de amostras, por exemplo.

O grupo de alunos da Etec já organizou oficinas, mostrando experimentos com o NanoLab, em duas escolas de Ensino Fundamental de Limeira, para cerca de 500 estudantes do 5º ao 9º ano. Outra ação foi a mediação do plantio de 500 mudas para reflorestamento da nascente da bacia hidrográfica, realizada em Cordeirópolis.

Durante o restante do ano letivo de 2019, os jovens vão aprimorar o conteúdo do kit, focando no aplicativo. O contato com outras escolas para a realização de oficinas também está sendo feito. “Precisamos resgatar o respeito da população pelo ribeirão”, afirma Gabriel. “O kit é uma ferramenta prática de inclusão e um futuro produto comercial.”

Sobre o Centro Paula Souza – Autarquia do Governo do Estado de São Paulo vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Econômico, o Centro Paula Souza administra as Faculdades de Tecnologia (Fatecs) e as Escolas Técnicas (Etecs) estaduais, além das classes descentralizadas – unidades que funcionam com um ou mais cursos técnicos ou integrados, sob a supervisão de uma Etec –, em cerca de 300 municípios paulistas. Nas Etecs, o número de matriculados nos Ensinos Médio, Técnico integrado ao Médio e no Ensino Técnico ultrapassa 213 mil estudantes. As Fatecs atendem mais de 84 mil alunos nos cursos de graduação tecnológica. 
Assessoria de Comunicação do Centro Paula Souza
Tels: (11) 3324-3355 / 3324-3362 / 3324-3363
imprensa@cps.sp.gov.br – www.cps.sp.gov.br

Comentários desta notícia

Publicidade