REVISTA TAE - Três Lagoas: tecnologia avançada monitora abastecimento de água em tempo real
Esta notícia já foi visualizada 413 vezes.



Três Lagoas: tecnologia avançada monitora abastecimento de água em tempo real

Data:20/08/2019
Fonte: ACOM/SANESUL

Foto: Acom


Sanesul utiliza tecnologia para acompanhar em tempo real o sistema de abastecimento de água na cidade

Diretamente do celular, o gerente regional de Três Lagoas, Adilson Silva Bahia, consegue acompanhar em tempo real o abastecimento de água em toda a cidade de Três Lagoas.

“Se algum poço der problema ou percebermos que o nível de algum reservatório está baixo, é possível tomar medidas operacionais rápidas para solucionar o problema, evitando, assim, problemas como a falta de água”, destaca o gerente.

Isso só é possível graças a uma tecnologia avançada online de monitoramento (telemetria) que a Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul) utiliza para acompanhar em tempo real o sistema de abastecimento de água na cidade.

No final de 2018, a estatal inaugurou o Núcleo de Operações e Controle, instalado na sede da Sanesul, em Campo Grande.

Gerente regional de Três Lagoas, Adilson Silva Bahia, consegue acompanhar em tempo real o abastecimento de água em toda a cidade

Em painéis eletrônicos, é possível visualizar em tempo real detalhes do abastecimento de água em Três Lagoas, como índices de produção dos poços, bem como a quantidade de água disponível em cada reservatório da Sanesul. 
As mesmas informações ficam disponíveis no celular do gerente regional e em computadores na gerência regional da Sanesul em Três Lagoas.

“A Sanesul está avançando cada vez mais nessa parte de tecnologia que nos ajuda muito nos trabalhos do dia a dia. Hoje só há desabastecimento de água em algum ponto isolado decorrente de alguma intervenção necessária, como por exemplo, algum rompimento de rede. Do contrário, o abastecimento segue normalmente”, explica o gerente Bahia.

Além de Três Lagoas, a Sanesul também utilizada dessa tecnologia para monitorar o abastecimento de água de Corumbá, Ponta Porã, Maracaju e do Distrito de Vista Alegre.




Comentários desta notícia

Publicidade