REVISTA TAE - Corsan é reconhecida no Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento
Esta notícia já foi visualizada 259 vezes.



Corsan é reconhecida no Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento

Data:11/10/2019
Fonte: Corsan

Corsan é destaque no PNQS

As superintendências regionais Metropolitana (Surmet) e Litoral (Surlit) da Corsan foram reconhecidas na edição 2019 do Prêmio Nacional de Qualidade em Saneamento (PNQS). A Surmet conquistou o Troféu Quíron Prata e a Surlit obteve o posto de Finalista “Rumo à Excelência”, ambas no Nível II da categoria As Melhores em Gestão no Saneamento Ambiental (AMEGSA). O anúncio ocorreu nesta quinta-feira (10). Pelo segundo ano consecutivo, as dez superintendências regionais da Companhia participaram do ciclo de avaliação externa da gestão do PNQS, dentro do processo de implantação da melhoria da gestão com base no Modelo de Excelência da Gestão no Saneamento Ambiental (MEGSA).

Esse processo de aprendizado visa melhorar os resultados da Companhia. Entre as ações tomadas nesse sentido, destacam-se: capacitação no MEGSA; disseminação de conhecimentos pela rede de atuação formada com os Facilitadores da Qualidade; implantação de melhorias nos processos gerenciais, desdobramento do Planejamento Estratégico (PE) e busca de alinhamento das ações entre as Regionais e o Corporativo; seleção de indicadores, definição de metas e monitoramento dos resultados (foco em resultados); elaboração e estudo do diagnóstico da gestão das Regionais por meio dos Relatórios de Gestão elaborados internamente e pelos Relatórios de Avaliação externos elaborados pelas bancas examinadoras do PNQS; e troca de experiência durante as visitas das bancas examinadoras externas às Regionais.

Conforme o coordenador da implantação do MEGSA nas Regionais da Corsan, Sandro Camargo, todas as Regionais mobilizaram-se no processo de aprendizado organizacional e avançaram de forma conjunta e equânime. “A cada ciclo, observamos o aumento no comprometimento e empenho das equipes para melhorar, apresentar os processos gerenciais e os resultados dos últimos anos. Este trabalho em busca da aderência dos processos gerenciais da Corsan ao MEGSA motiva, estimula e fortalece o trabalho em equipe com foco em resultados”. De acordo com Camargo, “a régua que determina as organizações reconhecidas foi puxada para cima em todos os níveis pela Banca de Juízes. A título de ilustração, o prêmio teve recorde de inscritos na categoria AMEGSA e o número de reconhecimentos caiu quase pela metade em relação ao ano passado.  Inclusive, em algumas categorias não houve reconhecidas. Reconhecimentos, como exemplo de finalistas no ciclo passado, não se repetem no ciclo presente”.

Rumo à excelência

Camargo parabenizou os Superintendentes Regionais, Adjuntos, Facilitadores, Gestores e Equipes das Regionais, vencedoras ou não, e agradeceu às áreas corporativas que ajudaram no processo. “Todos estão caminhando juntos. Temos um longo caminho a percorrer para tornar a Corsan uma empresa Gestão Classe Mundial. Devemos focar cada vez mais em resultados e em como melhorar a gestão e o apoio às Regionais e Unidades de Saneamento para que estes resultados aconteçam, beneficiando todas as partes interessadas”.

O seminário de benchmark e a cerimônia de premiação do PNQS 2019 ocorrerão de 27 a 29 de novembro, em Salvador, tendo a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) como a anfitriã desta edição. Na ocasião, serão apresentados os cases das empresas reconhecidas pelo PNQS (entre elas a Corsan), bem como os cases de Inovação em Gestão do Saneamento (IGS) e do Prêmio Eficiência Operacional do Saneamento (PEOS). A Companhia também encaminhou cases no âmbito do IGS e do PEOS.

Sobre o PNQS

Instituído em 1997 pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária (Abes) para reconhecer as empresas do setor que se distinguem pela boa gestão dos serviços de saneamento, o PNQS é o mais importante prêmio do gênero para o setor na América Latina. A premiação baseia-se nos critérios de excelência da Fundação Nacional da Qualidade adaptados para o setor e é uma iniciativa instituída para estimular a busca e a aplicação de boas práticas de gestão pelas organizações envolvidas com o setor de saneamento ambiental no país, reconhecer aquelas organizações que se destacam pela utilização dessas práticas e que apresentem resultados competitivos de desempenho, captar e divulgar as práticas das organizações reconhecidas, em seminários e publicações de relatórios de gestão e cases finalistas e vencedores, e promover eventos de capacitação gerencial para essas organizações.

A participação na avaliação externa do PNQS permite medir o grau de maturidade da gestão, obtido por meio da avaliação dos processos gerenciais utilizados e dos resultados organizacionais advindos desses processos. A avaliação é realizada por uma Banca Examinadora voluntária, orientada por um Validador e ratificada por uma Banca de Juízes, gerando um Relatório de Avaliação para a candidata ao fim do processo. Com os Critérios de Avaliação da gestão em Níveis e seu “Guia de Referência para Medição do Desempenho” (GRMD), o objetivo é servir como instrumento de avaliação para indicar o estágio atingido pela gestão da organização e, também, servir como referência para modelagem da gestão no setor de saneamento ambiental.

Comentários desta notícia

Publicidade