REVISTA TAE - Estação de Tratamento de Esgotos de Curitibanos recebe primeiros equipamentos
Esta notícia já foi visualizada 351 vezes.



Estação de Tratamento de Esgotos de Curitibanos recebe primeiros equipamentos

Data:16/10/2019
Fonte: CASAN

Mais uma etapa importante do Sistema de Esgotamento Sanitário de Curitibanos foi iniciada neste mês de outubro. Depois de passar por obras de estrutura, a Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) começou a receber os equipamentos que serão responsáveis pela depuração para que o efluente final possa retornar à natureza dentro dos padrões exigidos pela legislação.

A instalação dos equipamentos na unidade que terá capacidade de tratar 40 litros de esgoto por segundo deve se estender até o final do ano, quando deverão ser realizados os primeiros testes. Neste momento estão sendo instalados os aerotores, considerados o coração da ETE.

“Esses equipamentos são responsáveis por inserir o oxigênio no tratamento biológico, em que microorganismos se alimentam do esgoto, realizando sua depuração”, explica o engenheiro da Engevix responsável pela fiscalização da obra em Curitibanos, Bruno Guimarães.

Unidades de bombeamento

Além das obras na ETE, também seguem os trabalhos para implantação de duas estações elevatórias que serão responsáveis por bombear o esgoto coletado nas residências até a Estação de Tratamento. Nas ruas há trabalhos de repavimentação em trechos que receberam redes coletoras.  

A meta da CASAN é entregar a obra no final deste ano, para que o serviço de coleta e tratamento de esgotos esteja disponível para a comunidade no início de 2020.

O Sistema de Esgotamento Sanitário que está sendo implantado em Curitibanos deverá contemplar cerca de 30% da população urbana. O investimento é de mais de R$ 46 milhões, obtidos pela CASAN junto à Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD). 

Após entrar em operação será iniciada a cobrança pela coleta e tratamento de esgoto para as pessoas que terão o serviço disponível. Antes de iniciar o faturamento, a CASAN fará uma nova campanha de esclarecimento na cidade para que os moradores façam adequadamente a conexão de seu esgoto ao Sistema Público.


Foto: Acervo CASAN

 

Comentários desta notícia

Publicidade