REVISTA TAE - Sabesp tem 6 municípios entre os melhores do País no ranking Abes da universalização do saneamento
Esta notícia já foi visualizada 271 vezes.



Sabesp tem 6 municípios entre os melhores do País no ranking Abes da universalização do saneamento

Data:16/10/2019
Fonte: Sabesp

A Sabesp colocou 6 municípios de grande porte no top 15 do saneamento do Brasil. Santos, Taubaté, Hortolândia, Pindamonhangaba, Poá e Franca foram, respectivamente, as cidades mais bem avaliadas no ranking da universalização do saneamento feito pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (Abes). Os dados são referentes às cidades com mais de 100 mil habitantes. 

Na categoria “Rumo à Universalização”, a nota alcançada deveria ser igual ou superior a 489 pontos, com pontuação máxima de 500 pontos. As cidades top 15 da Sabesp alcançaram: Santos (499,93); Taubaté (498,91); Hortolândia (498,83); Pindamonhangaba (497,95); Poá (497,95) e Franca (497,83). Além dessas, a Companhia também tem entre as 33 do ranking, os municípios de Paulínia, São José dos Campos e Botucatu. 

O Ranking Abes apresenta o percentual da população das cidades brasileiras com acesso aos serviços de abastecimento de água, coleta de esgoto e de resíduos sólidos, além de aferir o quanto de esgoto recebe tratamento e se os resíduos sólidos recebem destinação adequada. Desse modo, permite identificar o quão próximos os municípios estão da universalização do saneamento. Para todas as bases foi considerado 2017 como ano de referência.

A edição 2019 reúne 1.868 municípios, representando 68% da população do país e mais de 33% dos municípios brasileiros que forneceram dados ao Sistema Nacional de Informações de Saneamento (SNIS1). O documento completo pode ser consultado no site da ABES no link: http://abes-dn.org.br/pdf/Ranking_2019.pdf.

O ranking traz ainda uma correlação entre a pontuação total alcançada pelos municípios e a taxa de internação por doenças relacionadas ao saneamento ambiental inadequado. Os dados foram obtidos do DATASUS do Ministério da Saúde. Em relação a Santos, por exemplo, a taxa de internação ficou em 9% e Taubaté teve a menor taxa das 15 mais bem ranqueadas, com 3%.

PEQUENO E MÉDIO PORTE

Entre os municípios de pequeno e médio porte - até 100 mil habitantes - enquadrados na categoria “Rumo a Universalização”, 19 são administrados pela Sabesp. Dentro do top 15, destaque para Boracéia (499,94); Adamantina (499,59); Santa Ernestina (498,83); Ouroeste (498,70); Lins (498,48); e Guariba (497,92).

Comentários desta notícia

Publicidade