REVISTA TAE - Oscar da Água premia oito projetos em noite de celebração dos 30 anos do Consórcio PCJ
Esta notícia já foi visualizada 191 vezes.



Oscar da Água premia oito projetos em noite de celebração dos 30 anos do Consórcio PCJ

Data:21/10/2019
Fonte: www.agua.org.br

Além dos vencedores, todos os 23 finalistas foram homenageadas como Notórios da Água

Os oito ganhadores do 7º Prêmio Ação pela Água foram conhecidos durante a celebração dos 30 anos do Consórcio PCJ, no último dia 17, na Casa de Shows Via Appia, em Campinas (SP). Considerado o “Oscar da Água” nas Bacias PCJ, a premiação para os vencedores foi o troféu “Olho d’água”, inspirado e produzido pelo artista multimídia Ca Cau. Todos o finalistas receberam o título de “Notório da Água”.

O premiado na Categoria I, poder público de municípios associados ao Consórcio PCJ, foi o projeto “Recuperação De Nascente”, elaborado pela Prefeitura Municipal de Saltinho (SP). Além do ganhador, foram homenageados como “Notórios da Água” os projetos “Trabalho Social Guardiões da Água”, da Semae – Piracicaba (SP), segundo colocado, e “Pequenos Viveiros, Pequenos Produtores”, da Prefeitura Municipal de Rio Claro (SP), que ficou com o terceiro lugar.

Já na Categoria II, setor empresarial associado ao Consórcio PCJ, quem levou o troféu “Olho d’Água” foi o “Projeto Uso Racional da Água em Escolas Públicas”, elaborado pela Sanasa – Campinas. O segundo lugar ficou com a ação “Oficina Ciclo da Água no Saneamento”, também da Sanasa – Campinas. Na terceira colocação, ficou o projeto “Monitoramento e Fiscalização dos Efluentes Industriais”, elaborado pela BRK Ambiental – Limeira (SP).

Já na Categoria III, instituições não associadas ao Consórcio PCJ, o vencedor foi a ação “Sistema de Reúso de Água Industrial”, da Hyundai Motor Brasil – Piracicaba (SP). O segundo e terceiro lugar ficaram para, respectivamente, o “Programa Viraser”, da Gaia Social, e o projeto “Preservação de Água na Operação de um Supermercado”, da Ecosuporte.

A Categoria IV foi destinada a sociedade civil com o projeto ganhador “Educação Ambiental no Projeto de Olho nos Rios”, da Associação Mata Ciliar. Outros homenageados como “Notórios da Água” foram os projetos “Saneamento Rural no Projeto de Olho nos Rios”, segundo colocado, e também da Associação Mata Ciliar, e o “Projeto Semeando Água”, terceiro colocado e pertencente a Ipê.

A divisão ensino e pesquisa ficou na Categoria V e o vencedor do “Oscar da Água” foi o “Programa Ecoedu”, da Unicamp. No segundo lugar ficou o projeto foi “Água Nossa de Cada Dia”, da Escola Santo Agostinho. O terceiro lugar ficou com “Ozônio: Uma Forma Alternativa para Tratamento de Efluentes”, elaborado pela Unifaj.

A Categoria VI, última a ser premiada, foi dividida em três segmentos de imprensa. No Segmento I, reportagem jornalística em veículo impresso e/ou digital, a reportagem vencedora foi “Água é Considerada Boa em Apenas 6,5% dos Rios da Mata Atlântica”, feita pela EBC/Agência Brasil. Em segundo lugar ficou o projeto “Jornal + Notícias Ambientais”, do + Notícias Ambientais, e no terceiro lugar, a matéria “Universalização do Saneamento no País Economizaria R$ 1,4 Bi por Ano”, da EBC/Agência Brasil.

No Seguimento II, reportagem jornalística em emissora de TV, da Categoria VI, imprensa, o ganhador foi “Meu Ambiente: Recursos Hídricos I – A Outorga do Cantareira”, produzido pela TV Câmara de Campinas (SP). No segundo lugar ficou “Meu Ambiente: Recursos Hídricos II”, também produzido pela TV Câmara Campinas. Já no terceiro lugar, a série de reportagem “Terras Inundadas: A Construção de Barragens na Região de Campinas”, produzido na PUC-Campinas e vinculado na TV Câmara de Campinas.

Por fim, o Seguimento III foi destinado a reportagens jornalísticas em emissora de rádio. O vencedor do 7° Prêmio Ação Pela Água foi a reportagem “Em Meio à Polêmica, Construção da Represa de Pedreira Avança”, produzida pela CBN Campinas. Já o segundo lugar ficou com a série de reportagem “Planeta Água: É Para Sempre?”, da Rádio Brasil Campinas.

Sobre o Prêmio Ação pela Água

O Prêmio Ação pela Água, criado no ano 2000, é considerado o Oscar da Água nas Bacias PCJ e tem como objetivo reconhecer, estimular e dar visibilidade às ações desenvolvidas na região por instituições públicas e privadas, no sentido de recuperar, conservar e/ou melhorar a disponibilidade e a qualidade dos recursos hídricos. Dentre os critérios de avaliação observados pela comissão julgadora, estão o impacto social gerado, a replicabilidade das ações e a originalidade dos projetos.

O 7º Prêmio pela Água é promovido pelo Consórcio PCJ conta com o apoio Institucional da Associação Brasileira Engenharia Sanitária Ambiental (Abes), Agência Nacional de Águas (ANA), ARES-PCJ, Agência de Bacias PCJ, Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento (ASSEMAE), do Observatório Governança da Água, Comitês PCJ, Consórcio Intermunicipal de Manejo de Resíduos Sólidos (Consimares) e da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Comentários desta notícia

Publicidade