REVISTA TAE - EY premia CEO da Allonda Ambiental como “Empreendedor do Ano no Brasil”
Esta notícia já foi visualizada 593 vezes.



EY premia CEO da Allonda Ambiental como “Empreendedor do Ano no Brasil”

Data:24/10/2019
Fonte: Assessoria de imprensa

Leo Cesar Melo, CEO da Allonda Ambiental, é o grande vencedor da “22ª Edição do Programa Empreendedor do Ano no Brasil”, reconhecimento idealizado e promovido pela Ernst & Young (EY). A premiação aconteceu, dia 22 de outubro, em São Paulo, no Hotel Unique. A EY, desde 1998, presta esse homenagem a líderes empresariais que compartilham a vontade de deixar seu legado para o país com suas ideias inovadoras e visão de futuro. 

“Muitíssimo honrado por ser o vencedor dessa edição, pela importância que o prêmio tem e, especialmente, por ter ficado lado a lado de outros grandes líderes empresariais, que também merecem todo o nosso reconhecimento e agradecimento pelo que fazem pelo nosso país. Um prêmio que faço questão de dividir com todos os colaboradores da Allonda Ambiental. Sem eles, nada disso seria possível. Este prêmio é nosso”, diz o CEO.

A Allonda Ambiental, empresa de engenharia com foco em soluções ambientais sustentáveis, foi fundada em 2000, com atuação dedicada no fornecimento de equipamentos para o segmento de saneamento, tais como bombas, válvulas e geradores. Em 2005, a companhia ganha o reforço do atual CEO, Leo Cesar Melo, que deixa a carreira estável de servidor público no Recife para gerenciar a equipe técnica e comercial. Em 2012, Melo passa a integrar o quadro societário da empresa, que muda seu foco e passa a investir em mudança completa do modelo de negócio e primordialmente em proposito e pessoas.

O resultado é um crescimento exponencial do faturamento da empresa – cerca de 11 vezes. Atualmente a Allonda se tornou referência em engenharia com foco em soluções ambientais sustentáveis. A companhia possui um time próprio de especialistas e deve fechar 2019 com 1.000 funcionários em operações no Brasil e América Latina. São mais de 500 projetos já executados, dentre eles a remediação ambiental nos dois maiores acidentes ambientais brasileiros, causados pelo rompimento de barragens de mineração em Mariana (2015) e Brumadinho (2019), ambos em Minas Gerais. 

“Temos por princípio praticar os pilares da sustentabilidade em nossa estratégia e reconhecemos práticas como equidade, mudanças climáticas, biodiversidade, diversidade e responsabilidade social desde a concepção das soluções de engenharia da nossas propostas comerciais e, especialmente, no andamento das nossas operações”, enfatiza Melo.  

Comentários desta notícia

Publicidade