REVISTA TAE - Obras de saneamento em Itabaiana têm impacto expressivo na economia local
Esta notícia já foi visualizada 187 vezes.



Obras de saneamento em Itabaiana têm impacto expressivo na economia local

Data:31/10/2019
Fonte: Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso)

As obras da Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso), em execução na área central do município de Itabaiana, geram em média, 240 empregos diretos, com reflexo significativo para a economia local. Segundo o diretor de Meio Ambiente e Expansão da Companhia, Gabriel Campos, as intervenções, financiadas pelo Banco Mundial, através do Programa Águas de Sergipe, desdobram- se em outros setores da atividade econômica municipal.

"A parte logística traz um benefício agregado para a população. Além do recolhimento de impostos, as empresas utilizam fornecedores locais para as refeições e, tanto quanto possível, uniforme e ferramentas, fomentando, ainda mais, a geração de emprego e renda", detalha de Campos.

Toda a área central, onde os sistemas de esgotamento sanitário e drenagem pluvial estão sendo construídos, deixará de ser afetada com os históricos alagamentos. Os relatos de moradores apontam que as chuvas deste ano já não provocaram inundações. Com isso, não só quem reside, mas também quem tem negócios na região já sente um alívio diante dos prejuízos acumulados ao longo dos anos.

"Temos 30% dos serviços concluídos e já começam a surtir efeitos. Quando a obra estiver finalizada teremos uma rede de drenagem ainda mais eficiente e deixaremos de ver os imóveis residenciais e comerciais sendo invadidos pela água, por conta da ausência de um ponto de escoamento", diz o diretor. Ao pedir paciência aos itabaianenses pelos transtornos temporários, Gabriel, ainda, explica que "as tubulações usadas foram dimensionadas para o maior volume de chuva possível na região".

ATIVOS IMOBILIÁRIOS

O investimento no saneamento também resulta em um expressivo impacto sobre o valor dos ativos imobiliário, conforme aponta um estudo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE– PNAD 2015. Considerando dois imóveis em bairros similares e que se diferenciam apenas pelo acesso ao saneamento, aquele que estava ligado às redes de distribuição de água e de coleta de esgoto podem ter seu valor elevado em quase 14%.

Outro aspecto influenciado é a produtividade dos trabalhadores que residem na localidade, uma vez que, a ausência do saneamento desencadeia uma série de doenças que geram afastamento laboral, como as infecções gastrointestinais. "Itabaiana passará a ter sistemas independentes para tratamento de esgoto e escoamento da água da chuva, que hoje são levados ao mesmo ponto no Açude da Marcela. Essa separação representa um ganho ao meio ambiente, mas sobretudo, à saúde e qualidade de vida da comunidade", reforça Gabriel Campos.

Comentários desta notícia

Publicidade