REVISTA TAE - ANA e CPRM definem prioridades para operação da Rede Hidrometeorológica Nacional
Esta notícia já foi visualizada 167 vezes.



ANA e CPRM definem prioridades para operação da Rede Hidrometeorológica Nacional

Data:06/11/2019

Dirigentes da Agência Nacional de Águas (ANA) recebem nesta terça-feira, 5 de novembro, representantes de todos os escritórios do Serviço Geológico do Brasil (CPRM) na sede da ANA em Brasília. O objetivo do encontro é definir prioridades e projetos para a parceria entre as duas entidades para 2020, dentro do acordo para operação da Rede, que contará com recursos de cerca de R$ 28 milhões no próximo ano. 

O evento Encontro Anual de Planejamento da Operação da Rede Hidrometereológica começou na segunda-feira e terá duração de três dias, com apresentações de técnicos de cada escritório do CPRM. Nessa oportunidade, além de mostrar o que cada unidade pretende realizar no ano seguinte, também são compartilhadas informações administrativas de cada região. 

foto: Natália Batista / Banco de Imagens ANA

Segundo o superintendente de Gestão de Rede Hidrometeorológica da ANA, Marcelo Medeiros, o atual momento da Rede é o aperfeiçoamento dos controles e da qualidade dos dados. “O produto da Rede é o dado hidrológico. E esses dados somente são utilizados quando possuem confiabilidade e representatividade, ao ilustrar corretamente o processo que está sendo estudado”, disse Medeiros. 

Na prática, para aumentar a qualidade dos dados da Rede Hidrometeorológica Nacional (RHN), a ANA e o CPRM deverão alocar esforços em mais capacitação dos seus integrantes, realização de mais encontros técnicos e intercâmbio de informações. “Isso significa que podemos produzir normas que são voltadas para o controle dos processos, tanto no campo como no escritório”, ilustrou Medeiros. 

Rede Hidrometeorológica Nacional 

A ANA monitora os rios do Brasil por meio da Rede Hidrometeorológica Nacional, que possui cerca de 5 mil estações de monitoramento em todo o País. Há estações fluviométricas (para nível e vazão de rios), pluviométricas (chuvas), sedimentométricas (sedimentos), de qualidade da água, entre outras. Para visualizar as estações da RHN, acesse: http://portal1.snirh.gov.br/ana/apps/webappviewer/index.html?id=8e97da1658c54bdbb87b402343433dca. Para consultar dados telemétricos (em tempo real) da Rede, acesse http://www.snirh.gov.br/hidrotelemetria/Mapa.aspx ou baixe o aplicativo Hidroweb Mobile, disponível gratuitamente para dispositivos Android ou iOS.

Assessoria de Comunicação Social (ASCOM)

Comentários desta notícia

Publicidade