REVISTA TAE - CETESB sedia evento sobre financiamento para políticas de mudanças climáticas
Esta notícia já foi visualizada 312 vezes.



CETESB sedia evento sobre financiamento para políticas de mudanças climáticas

Data:08/11/2019

Evento organizado pelo Lab teve a presença da presidente da Companhia

“Desejo que esta reunião dê frutos e que os participantes possam usufruir dessa excelente oportunidade de debater e desenvolver instrumentos financeiros para promover políticas de mudança climática no país. Quero também salientar que o Governo do Estado de São Paulo, através da CETESB, mantém suas portas abertas a iniciativas tão relevantes quanto essa”. Com essas palavras, entre outras, a presidente Patrícia Iglecias participou da abertura de evento da Lab (Global Innovation Lab for Climate Finance), realizado no último dia 05/11, na sede da Companhia, em São Paulo.

foto: Barbara Buchner na introdução do evento

O tema do evento foi “Direcionando financiamento privado para ações climáticas no Brasil”. O Lab reúne mais de 60 investidores públicos e privados, que identificam, desenvolvem e lançam instrumentos financeiros para enfrentar as mudanças do clima. Desde 2014, o Lab endossou 41 instrumentos, que mobilizaram ao todo quase US$ 2 bilhões. A gestão e a condução metodológica do Lab são feitas pelo Climate Policy Initiative (CPI), instituição americana sem fins lucrativos, com sede em San Francisco, e liderada pela sua diretora-executiva, Barbara Buchner, também presente ontem à abertura do evento na CETESB. Fazem parte do Lab organizações como BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), IFC (International Finance Corporation), IFAD (International Fund for Agricultural Development), BNDES, Caixa Econômica Federal e banco Santander, entre outros.

Com apoio do governo alemão e do GIZ (agência alemã de cooperação internacional), o Lab está iniciando um novo ciclo do programa brasileiro para selecionar e desenvolver uma nova leva de instrumentos financeiros para implementação no país. O objetivo final é canalizar investimentos privados em projetos que apoiarão o Brasil no cumprimento de sua Contribuição Nacionalmente Determinada (NDC). Este é o terceiro ciclo desde 2016, quando o Lab chegou ao Brasil. A proposta é apresentar a estratégia do Lab para os próximos cinco anos e seus planos para o país e a região.

Segundo a presidente Patrícia Iglecias, que deu as boas-vindas aos participantes do evento e apresentou as principais atividades e planos da Companhia, “para a CETESB, é uma oportunidade de conhecer melhor os instrumentos desenvolvidos pelo Programa Lab no Brasil e participar das discussões sobre direcionamento estratégico para o novo ciclo de desenvolvimento de idéias.”

Também estavam presentes, entre outros, Anja Wucke, da GIZ, Josilene Ferrer, assessora da Presidência da CETESB, Hugo Mol, do Ministério da Agricultura, e representantes de diversas instituições financeiras e de investimentos.





Fonte: cetesb.sp.gov.br/
Fotos - Francisco Lucrécio Jr.

Comentários desta notícia

Publicidade