REVISTA TAE - Nova Estação de Tratamento de Água (ETA) de Piracuruca
Esta notícia já foi visualizada 258 vezes.



Nova Estação de Tratamento de Água (ETA) de Piracuruca

Data:23/01/2020
Fonte: Agespisa

O governador Wellington Dias inaugurou nesta quarta-feira (22), em Piracuruca, a nova Estação de Tratamento de Água (ETA) do município. As obras possibilitaram a ampliação e melhoria do abastecimento de água de toda a zona urbana da cidade. Lá, o chefe do executivo piauiense assinou ainda a ordem de serviço para a construção de uma nova ponte, no trecho que liga o município ao entroncamento da BR 222, e às cidades de Alto Alegre e São João da Fronteira.

"Queremos garantir que as pessoas possam ter água potável e um sistema de tratamento, tanto de resíduos sólidos, quanto líquidos, garantindo saúde e qualidade de vida para todos os piauienses", explica Dias.

Nas obras da ETA, foram investidos recursos no valor de R$ 3 milhões, oriundos do Tesouro Estadual e da Fundação Nacional de Saúde (Funasa). A companhia construiu uma estação compacta, com capacidade para tratar 80 litros por segundo e um reservatório capaz de armazenar 500 mil litros. A obra inclui ainda uma adutora de 1.700 metros, de PVC, interligando quatro poços para reforçar o abastecimento do Bairro de Fátima, Esplanada e Conjunto Gonçalo Magalhães. Foram substituídos 800 metros de rede de distribuição e perfurados dois poços com vazão de 30 mil litros por hora. Cerca de 400 ligações domiciliares foram implantadas.

"Essa obra representa água de qualidade, saúde e avanço na qualidade de vida da população. Nós tínhamos aqui uma estação de tratamento construída em 1982, há quase 40 anos atrás, quando a cidade ainda era pequena e possui apenas 3 mil ligações de água tratada. Hoje são mais de 12 mil. Com essa ampliação, com certeza quem ganha é toda a população de Piracuruca", comemora o prefeito Raimundo Alves.

Quanto as dependências da ETA já existentes no município, uma reforma geral foi realizada, beneficiando o reservatório, casa de bomba, laboratório, sala de cloração, depósito e almoxarifado.

"Piracuruca vivia em um sistema de abastecimento obsoleto, construído há 40 anos e que não conseguia suprir as necessidades da população. Aqui, estamos aumentando a produção de água tratada, saindo de 60 litros por segundo para 80 litros por segundo. Estações de tratamentos semelhantes a essa serão implantadas também nos municípios de Esperantina e União", descreve o presidente da Agespisa, Genival Sales.


Foto: Francisco Leal e Hélcio Ferreira.

Comentários desta notícia

Publicidade