REVISTA TAE - Tecnologia será utilizada nas atividades de monitoramento e fiscalização ambiental
Esta notícia já foi visualizada 196 vezes.



Tecnologia será utilizada nas atividades de monitoramento e fiscalização ambiental

Data:04/02/2020
Fonte: www.infraestruturameioambiente.sp.gov.br

Tecnologia visa aprimorar os trabalhos das equipes em campo

A Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente (SIMA) adquiriu 295 tablets que serão utilizados pela Coordenadoria de Fiscalização e Biodiversidade (CFB) e pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB) nas atividades de monitoramento e fiscalização ambiental – preventiva e corretiva. A tecnologia deve aprimorar os trabalhos e análise dos dados colhidos nas inspeções.

Os equipamentos foram entregues na segunda-feira, 3 de fevereiro, na sede da SIMA, pelo secretário Marcos Penido. O evento contou com a participação da diretora-presidente da CETESB, Patrícia Iglecias, e do Coordenador de Fiscalização e Biodiversidade, Sérgio Marçon.

“Além de aprimorar os trabalhos de fiscalização em campo e armazenamento de dados, a utilização dos tablets contribui para a redução do uso de papel. Também possibilitará respostas mais rápidas à sociedade. Temos empenhado todos os esforços para empregar recursos para a conservação do meio ambiente”, destacou Penido.

A CFB receberá 45 tablets que serão utilizados nos 14 Centros Técnicos Regionais do estado. O instrumento reúne máquina fotográfica, GPS e controle para os drones já usados em campo, otimizando os trabalhos das equipes. Os relatórios técnicos de dano ambiental e também de verificação de cumprimento dos Termos de Compromisso de Recuperação Ambiental (TCRA) poderão ser feitos diretamente no aparelho, com a captação de coordenadas, obtenção de imagens e vídeos em uma só plataforma. “É um instrumento para nos auxiliar em nossas funções em campo, principalmente ao reunir diversos equipamentos em um só”, ressaltou o coordenador de Fiscalização e Biodiversidade Sérgio Marçon.

Além disso, haverá um aplicativo de interface com o Sistema Integrado de Gestão Ambiental, desenvolvido especialmente para atender às atividades da Coordenadoria, permitindo que os técnicos registrem todos os dados em campo.

No caso da CETESB, os 250 equipamentos serão utilizados pelas 46 agências ambientais para as atividades de monitoramento e fiscalização ambiental – preventiva e corretiva. Os tablets possuem sistemas próprios da Companhia, como o e-ambiente, que permitirão aos técnicos consultar online os processos digitais, estudos, plantas e imagens de satélite, além de preencher relatórios, dispensando o uso de papel. Os dados também poderão ser preenchidos offline.

“Além da redução de papel, trazendo mais sustentabilidade e economia aos processos da CETESB, os tablets vão otimizar e dar eficiência ao trabalho em campo. Os equipamentos são importantes, mas somente por ter pessoas com conhecimento técnico para utilizá-los”, lembrou Patrícia Iglecias.

De acordo com a diretora de Controle e Licenciamento Ambiental Zuleica Maria de Lisboa Perez, os tablets representam um avanço para o trabalho desenvolvido no Estado. “Atualmente, a inspeção, junto com o licenciamento ambiental, é o que faz a melhoria da qualidade ambiental no estado de São Paulo”, disse a diretora de Controle e Licenciamento Ambiental Zuleica Maria de Lisboa Perez.

O valor total do investimento, do Fundo Especial de Despesa, é de R$ 351.796,35. Desde 2019, a SIMA vem adquirindo novos equipamentos para a fiscalização ambiental. No ano passado mais de 150 novas viaturas foram entregues .

Comentários desta notícia

Publicidade