REVISTA TAE - ANA e FGV debatem o uso de instrumento econômico para gestão de recursos hídricos
Esta notícia já foi visualizada 179 vezes.



ANA e FGV debatem o uso de instrumento econômico para gestão de recursos hídricos

Data:14/02/2020
Fonte: Assessoria de Comunicação Social (ASCOM) Agência Nacional de Águas (ANA)

por Raylton Alves - ASCOM/ANA

Nesta quinta-feira, 13 de fevereiro, a Agência Nacional de Águas (ANA) e o Centro de Estudos em Regulação e Infraestrutura da Fundação Getúlio Vargas (FGV CERI) realizaram a mesa redonda O Uso de Instrumento Econômico para a Gestão de Recursos Hídricos. O encontro aconteceu na sede da ANA, em Brasília, e reuniu representantes das duas instituições, além do professor brasileiro Flavio Menezes, que atua na Universidade de Queensland e é dirigente da Queensland Competition Authority, da Austrália. 

Durante a mesa redonda, a diretora do FGV CERI, Joisa Dutra, abordou o trabalho desenvolvido pelo Centro de Estudos para o Banco Interamericano de Desenvolvimento acerca do uso de instrumento econômico para a gestão de recursos hídricos. Sobre o tema, o estudo de caso da bacia do rio São Marcos (GO/MG) foi apresentado pela dirigente. 

O diretor da ANA Oscar Cordeiro Netto participou da abertura da mesa redonda e destacou a importância da atuação conjunta com a FGV. “Viemos aqui hoje, já agradecendo a presença da Joisa, que é diretora da Fundação Getúlio Vargas, para apresentar esse trabalho e discutir o resultado. A ANA tem discussões no Congresso de ampliação sobre o nosso papel regulatório com essa questão do saneamento básico e que a gente possa sempre contar com essa parceria com a Fundação Getúlio Vargas”, afirmou Netto. 

O professor Flavio Menezes fez uma apresentação sobre eficiência alocativa de água, em que abordou o uso de instrumentos econômicos na gestão das águas da bacia hidrográfica do Murray Darling, na Austrália. Menezes abordou, ainda, a crise hídrica da bacia com um enfoque econômico.


Gabriel Albuquerque / Banco de Imagens ANA
Da esquerda para direita: Joisa Dutra, Oscar Cordeiro Netto e Flavio Menezes

Comentários desta notícia

Publicidade